Morador de Franca assina primeiro contrato da casa própria escrito em braille do país

Elieser Oliveira de Souza representou a população com deficiência visual assinando o primeiro contrato da casa própria escrito em braille/ Divulgação

Moradores com deficiência visual podem solicitar o documento; Pacaembu entrega casas adequadas para cada necessidade

Clientes com deficiência visual que contratarem financiamento habitacional junto à Caixa Econômica Federal podem, desde o início deste ano, solicitar seus contratos em braille, sistema de escrita tátil utilizado por pessoas cegas ou com baixa visão.

O primeiro contrato do país nessa modalidade foi assinado por um cliente da Pacaembu Construtora em solenidade realizada em Brasília/DF no dia 27 de dezembro de 2019. O Atendente de SAC, Elieser Oliveira de Souza, foi convidado para assinar seu contrato da casa própria e representar a população com deficiência visual.

Elieser é de Franca/SP e adquiriu um imóvel no Condomínio Jardins de Franca, da Pacaembu Construtora, que já está em obras. “Estou assinando o contrato da minha primeira casa e fico muito feliz em fazer parte desse momento tão único e de poder representar toda a nação de pessoas com deficiência, inclusive as pessoas com deficiência visual”, disse durante a cerimônia de assinatura em Brasília.

Para Fred Escobar, Diretor Comercial da Pacaembu Construtora, a oferta de documentos em braille valoriza a inclusão social. “É um passo importante na democratização do sistema de financiamento habitacional. A Pacaembu se sente orgulhosa de ser a primeira construtora do país a concretizar a venda de um imóvel para um deficiente visual com esse novo serviço. Nossas lojas já estão prontas para receber, orientar e incluir mais clientes, como o Elieser, no sistema de financiamento imobiliário para a realização do sonho da casa própria”, ressalta.

Aos 31 anos, Elieser trabalha no departamento administrativo de uma grande rede de lojas em Franca. Ele tinha 20 anos quando sofreu um acidente de moto que tirou totalmente sua visão do olho direito. Com o olho esquerdo, ele consegue enxergar apenas 20%, sem o campo de visão.

Casado há sete anos com Tatiana Batarra de Souza e atualmente cursando Gestão em Recursos Humanos, Elieser buscava a casa própria e escolheu o Jardins de Franca, empreendimento da Pacaembu Construtora. “É o nosso sonho termos um imóvel próprio e podermos seguir com nossa vida”, conclui.

A futura moradia do Elieser será entregue com particularidades que tornam o imóvel adaptado às necessidades de deficientes visuais. De acordo com a Diretoria de Engenharia da Pacaembu, o imóvel prevê itens como:

  • Fixadores nas portas, para que a mesma não bata;
  • Adesivos em braille em todas as instalações elétricas da casa, sinalizando quando o interruptor está ligado ou desligado e as voltagens das tomadas;
  • No quadro de distribuição de energia as identificações também são em braille;
  • Torneira por alavanca;
  • Acessórios específicos para deficientes visuais no banheiro.

Ainda de acordo com a construtora, os imóveis para deficientes físicos podem ser adequados de acordo com as necessidades de cada cliente.

Jardins de Franca está em fase de obras. Na cidade, a Pacaembu entregou, em março de 2019, seu primeiro bairro planejado com 555 moradias, o Vida Nova Franca.

Sobre a Pacaembu

A Construtora Pacaembu completou 26 anos de atuação em todo o Estado de São Paulo. Ao longo de sua história, a construtora se especializou na construção de bairros planejados e foi responsável pela comercialização de mais de 55 mil moradias em mais de 40 municípios paulistas. É membro e participa ativamente da ABRAINC (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias), entidade que reúne as maiores empresas do país do setor da construção civil. Em 2019, pelo quarto ano consecutivo, foi eleita como a maior construtora do Brasil segundo o Ranking da As Maiores da Dinheiro.