Moradores de São Carlos se mobilizam para incentivar profissionais da Santa Casa na luta contra o Coronavírus

Gerente de Floricultura entrega flores para os funcionário da Santa Casa – Foto: Divulgação

Os colaboradores da Santa Casa foram surpreendidos hoje com um gesto de solidariedade: eles receberam flores na saída do hospital. “Foi uma surpresa maravilhosa. Diante de tudo que está acontecendo no mundo, você ser reconhecido e lembrado pela comunidade é um grande incentivo. É saber que tem sempre alguém olhando por nós. Nessa guerra invisível, somos a linha de frente. Então esses gestos renovam as nossas energias e nos dão força para seguir em frente”, ressalta o coordenador de enfermagem noturno da Santa Casa, José Paulo Chinelato Leandro.

 

300 flores, entre botões de rosas, gérberas, girassóis e flores do campo, foram entregues pela Floricultura Águas Claras. “Nós recebemos carregamento do nosso fornecedor de Holambra. Mas logo depois saiu a publicação da portaria da Prefeitura fechando alguns setores do comércio por conta da quarentena. Como as flores são perecíveis, ficamos com pena de jogar fora. E decidimos doar para os profissionais de saúde, como um gesto de agradecimento, de gratidão”, explica a gerente da floricultura, Carolina Moraes.

 

Esse foi apenas um dos gestos de reconhecimento aos profissionais da Santa Casa. Os colaboradores do turno da noite também ganharam 13 bolos e 15 refrigerantes. A ideia foi da técnica de enfermagem, Eliane Mendonça da Silva. “Eu tenho 63 anos. Por fazer parte do grupo de risco, fui afastada pelo hospital por tempo indeterminado. Resolvi, então, ajudar de outro jeito. Minha irmã, que é boleira, conseguiu ajuda de outros confeiteiros e preparamos os bolos. Depois, pedimos para os nossos vizinhos e conseguimos os refrigerantes. Já que não posso ajudar na linha de frente, quis pelo menos “adoçar” um pouco uma noite deles”.

 

Para a gerente de Práticas Assistenciais da Santa Casa, Vanisia Sulpino, “ações simples e singelas, mas de reconhecimento, elas fortalecem, porque todos nós também temos medos, estamos ansiosos em relação à pandemia. Mas essa movimentação da população é muito importante. Voluntários que nos bastidores têm nos ajudado na assistência!”