Moradores relatam invasão de pernilongos em 13 bairros de São Carlos

Moradores saíram matando pernilongos

Os pernilongos continuam invadindo as casas dos são-carlenses. A invasão sempre ocorre no início de cada noite. Ontem, por volta das 18h30, a reportagem recebeu centenas de avisos de leitores relatando que suas residências estavam sendo tomadas pelo inseto e havia um similaridade entre as mensagens: as pessoas moravam em bairros que são cortados pelo córrego do Gregório.

Foram mensagens do Centro, Centreville, Jardim Paulista, Vila Monteiro, Jardim Brasil, Ricetti, Jardim Nossa Senhora Aparecida, Cardinalli, Portal do Sol, Jardim Havaí, Castelo Branco, Azulville e Jardim Dona Francisca.

Ismael, 30 anos, empresário, disse que ficou assustado com a quantidade de pernilongos que entrou em sua casa. “Um ou outro é normal, sempre entra, a gente mata, passa repelente, mas ontem era uma nuvem gigantesca de pernilongos, eu nunca vi nada parecido, passei veneno em casa e comecei a contar quantos pernilongos mortos estavam no chão, vi mais de 250”, disse.

Cassandra, aposentada, moradora do Ricetti, afirmou que precisou passar veneno em casa e sair com seu cachorro. “Passei o veneno e sai de casa, levei meu cachorro para dar uma volta, eu estava trabalhando e a casa ficou lotada desses bichos, há alguma coisa acontecendo, porque a quantidade de pernilongos está fora do normal”, adverte.

Já o fiscal André relatou que seu escritório estava repleto de pernilongos. “Eu fiquei uma hora a mais trabalhando e quando vi estava tomado, tinha pernilongo até dentro dos copos, um negócio inédito, nunca tinha presenciado”, conta.

Recentemente, relatamos os pernilongos em diversos bairros, mas até o momento nenhuma autoridade sanitária se dignificou a dar um parecer sobre este caso.