Motoristas de aplicativos protestam em postos de São Carlos contra o aumento no preço dos combustíveis

Protesto dos motoristas

Pelo menos 50 motoristas dos aplicativos da UBER e 99 promoveram uma manifestação pacífica em dois postos de combustíveis de São Carlos nesta terça, 26. O objetivo do protesto era mostrar a indignação da categoria com o repentino aumento de preço da gasolina e do etanol na cidade.

De acordo com o motorista Thiago Vieira, um dos postos que foi escolhido para o protesto está localizado na avenida dr. Teixeira de Barros (Rua Larga). “Fizemos uma carreata até o posto e abastecemos com valores mínimos como R$ 0,50, R$ 1, R$ 2 e pedíamos a nota fiscal com o CPF, depois descemos da Praça Itália para o segundo estabelecimento”, disse.

O outro posto que também foi alvo da manifestação fica em frente ao prédio da Clube na esquina da Alexandrina com a Carlos Botelho. Neste local, os motoristas usaram o mesmo procedimento.

Thiago explicou que os motoristas queriam protestar contra o um aumento de preços nos combustíveis. “Há dez dias pagávamos R$ 2,20, R$ 2,25 o etanol e agora do nada está praticamente R$ 3,00, R$ 2,89, R$ 2,90, isso prejudica não apenas os motoristas de aplicativo, mas também quem usa o carro para os demais afazeres diários”, disse. “Esse preço lesa e muito o motorista são-carlense”, emenda.

Os motoristas tiveram problemas para obter as notas num dos postos, pois se alegou que o sistema caiu, o Procon foi acionado para o caso, segundo o manifestante. Thiago julga que o movimento conseguiu chamar a atenção da população e das autoridades para a questão do preço destes produtos.

Outro motorista de aplicativo ouvido pelo São Carlos em Rede, Waldir Cândido Jr, informou que a manifestação foi uma forma de protestar contra o preço dos combustíveis no município. “Nós motoristas de aplicativo que andamos por toda a região vemos que a cidade onde se tem o combustível mais caro é São Carlos”, observou.

Waldir diz que o preço do etanol em Araraquara, por exemplo, é da ordem da R$ 2,50 o litro, em Ribeirão Preto a mesma coisa. “Numa conta rápida está dando por volta de 24% de aumento em pouco tempo, não tem justificativa os postos subirem ao mesmo tempo”, destaca.

O motorista ressalta que a manifestação foi realizada para defender o interesse de sua categoria, mas também dos demais cidadãos são-carlenses porque esse tema aflige a todos os que usam o carro como meio de transporte.

Aliás, Waldir destacou que a categoria já está se mobilizando para uma próxima ação. “Com certeza num próximo protesto teremos mais motoristas participando da manifestação, pedimos também o apoio da população, essa é uma luta dos motoristas de aplicativo, mas também do povo”, resumiu.