Novo hipermercado pode se instalar na região da WL em São Carlos

Estradas tem queda nos acidentes

Em maio deste ano publicamos uma reportagem sobre um atacadista ou hipermercado que pretende se instalar em São Carlos, justamente depois que o Makro foi embora da cidade e muitas pessoas acharam que as redes atacadistas nunca mais voltariam para cá, porém hoje o município tem o Tenda na entrada da Getúlio Vargas e também o Atacadão, contudo isso não deve parar por aí.

Naquele período, um consultor que atua no ramo de expansão de negócios contou ao São Carlos em Rede que sua empresa já havia realizado dois trabalhos, um em 2018 e outro agora em 2019 para uma grande empresa do setor atacadista que tem a intenção de conhecer como funciona o mercado na cidade.

Segundo ele, a empresa contratou uma grande pesquisa que nos últimos meses “varreu” a cidade tentando levantar como são os hábitos do são-carlense. O levantamento analisava o que o consumidor local compra, quais os lugares que mais frequenta e também quais são os veículos de imprensa que ele mais confia em São Carlos e região.

Agora, a novidade obtida pela reportagem foi a confirmação com uma fonte da Prefeitura de São Carlos que realmente a empresa atacadista ou hipermercado (ele deixou no ar) está prestes a anunciar sua entrada no município. Segundo o informante, a empresa já escolheu o local. “Não posso confirmar com precisão a pedido dos empresários, mas posso dizer que provavelmente será perto da Washington Luís numa das entradas de São Carlos”, afirmou. “Se será esse ano ainda não sei, mas os empresários querem realmente vir para a cidade, vamos ver se a economia nacional não atrapalha, porque o momento é ruim”, emendou.

A reportagem aproveitou e perguntou se o projeto do Rodoporto que a Prefeitura pretende implementar (ainda está na fase de estudos) poderia ser um atrativo e a fonte confirmou que sim, mas que isso não é o fator determinante. “O Rodoporto irá ajudar, mas quando os empresários passaram a observar São Carlos essa ideia ainda não existia, mas hoje eles já viram pela imprensa as primeiras conversas sobre o projeto e entendem que isso pode ser mais um chamariz para o negócio”, disse.

Há quem entenda que para construir o Rodoporto a Prefeitura deveria fazer uma parceria com alguma grande incorporadora que realizasse a obra e depois explorasse comercialmente o local, perguntamos para o informante se a empresa que pretende vir para a cidade faria isso, e ele explicou que no momento a empresa se decidiu por investir na cidade e gerar empregos. “Eles veem no eixo da Washington Luís grandes oportunidades, mas não posso falar sobre a participação num eventual projeto do Rodoporto”, encerrou.