Nuvem de gafanhotos pode atingir o sul do Brasil

Gafanhotos na Argentina

O SENASA (Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agro-Alimentar) da Argentina alerta que uma nuvem de gafanhotos oriunda do Paraguai avança para as províncias argentinas, desde o fim de maio. A praga passou pelas províncias de Formosa, Santa Fé e agora vai para Entre Rios e Córdoba. Há também um alerta para Corrientes e o oeste do Rio Grande do Sul que está monitorando o caso devido ao aviso do SENASA.

A temperatura alta e o vento fizeram a nuvem se mover pelo menos 100 km num dia. Uma “manga” de gafanhotos em um quilômetro quadrado pode ter até 40 milhões de insetos e comer o mesmo que 35 mil pessoas ou 2 mil cabeças de gado por dia. A praga pode destruir pastagens. Essa nuvem deve ter pelo menos 10 km, por isso dá para se calcular o tamanho do problema. A situação já se repetiu em anos anteriores. Uma mudança de tempo pode ajudar os moradores da região.

Foto: Governo de Córdoba