O Brasil se organiza para a Copa América 2019

Imagem: Pixbay.com

 

Após o término da Copa do Mundo na Rússia, o Brasil volta todas as atenções para a próxima competição internacional. O desafio da equipe de Tite agora é a disputa, como país-sede, da Copa América de 2019. Com isso, não só o time precisa se recuperar da eliminação na Copa, como o país também começa a se preocupar com a organização do torneio.

São Paulo será uma das cinco sedes, juntamente com Salvador, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. O estado vai precisar escolher entre o Morumbi, do São Paulo FC, a Allianz Arena, estádio do Palmeiras, e a Arena Corinthians, casa do time alvinegro, como estádio oficial para a disputa do torneio continental.

E a capital pode tirar bons exemplos de São Carlos. Neste ano de 2018, a cidade tem sido sede de alguns eventos esportivos. Além dos Jogos Regionais, que foram realizados com grande sucesso, inclusive com São Carlos sendo campeã dos jogos, a cidade também foi sede de mais dois torneios esportivos do estado. O primeiro foi uma das etapas do Campeonato Paulista de Ciclismo e a outra, mais recentemente, o Paulista de Judô de 2018, que contou com quase 40 atletas e uma grande organização com boas lições para São Paulo.

Uma nova Seleção em campo

A primeira notícia depois da eliminação nas quartas de final da Copa do Mundo na Rússia foi a renovação de Tite como treinador. No entanto, a Seleção Brasileira deve ficar bem diferente do que vimos na Copa. Jogadores mais rodados, como Daniel Alves, Marcelo, Filipe Luís, Fernandinho, Miranda, Paulinho e outros, devem perder espaço para que uma renovação automática aconteça. Todos eles chegariam com idade avançada para a Copa do Mundo de 2022 e o treinador deve começar uma renovação por agora pensando no futuro.

Imagem: Pixbay.com

 

Se nas Eliminatórias o Brasil encantou, o mesmo não pode ser dito durante a Copa. Até a eliminação contra a Bélgica, a Seleção não conseguiu convencer os torcedores que poderia ter chances de brigar pelo título. Mesmo com as vitórias até as quartas-de-final, o time encarou a boa seleção belga e não conseguiu achar o resultado. Derrota por 2 a 1 e muitas lições para a continuidade da seleção.

Jogadores como Pedro, Paquetá, Marquinhos e Arthur podem ser o futuro do time na disputa da Copa América. Todos esses atuam em grandes times na Europa e, após o encerramento do ciclo dos jogadores da Seleção deste ano, o normal seriam as mudanças de algumas peças, já pensando com atletas mais novos. Neymar deve continuar sendo o destaque do time.

Apesar dessa grande renovação e mesmo não tendo passado das quartas no mundial, o Brasil entra em 2019 como principal favorito nas previsões da Betway de um título na Copa América. Faltando menos de um ano para a decisão, o site mostra que, no dia 27 de agosto, a seleção tem uma chance de 34,8% para o título. A final da competição acontece em 30 de junho de 2019, e deve ocorrer no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

São Paulo se prepara como sede

O estado paulista não terá apenas a responsabilidade de sediar alguns jogos. Assim como o Rio de Janeiro, que será palco da final, São Paulo é o estado favorito para receber o jogo de abertura da competição, que deve ocorrer no dia 14 de junho de 2019. No entanto, a disputa de qual estádio vai receber os jogos ainda é uma indefinição. Até agora, a Confederação Brasileira de Futebol apenas anunciou os estados que serão sedes, confirmou a participação de Catar e Japão como convidados e divulgou a logo oficial da Copa América de 2019.

<iframe src=”https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2FCONMEBOL%2Fvideos%2F1527835437362535%2F&show_text=0&width=560″ width=”560″ height=”315″ style=”border:none;overflow:hidden” scrolling=”no” frameborder=”0″ allowTransparency=”true” allowFullScreen=”true”></iframe>

Apesar de mais novos e modernos, a Arena Corinthians e a Allianz Arena estão atrás do Morumbi na disputa, que seria uma estádio melhor preparado, por conta do tamanho, para receber os jogos da Copa América. No entanto, a discussão ainda parece ser longa e a definição deve ocorrer perto do final da temporada.

Além dos estádios, a cidade também busca um local alternativo para que possa instalar um telão. A ideia é a mesma da Copa do Mundo, ou seja, um espaço para que torcedores sem ingressos possam assistir ao jogos em algum local público.

Em São Carlos, agora no mundial da Rússia, a prefeitura escolheu a Praça XV para acompanhar a Seleção Brasileira por um telão. A torcida pelo Brasil foi garantida, apesar da eliminação precoce, e o mesmo deve ocorrer na Copa América de 2019.

Após uma Copa do Mundo de pouco futebol, o Brasil agora foca para se organizar dentro e fora de campo, ou seja, na preparação do torneio continental e também na renovação do time para ganhar de volta a confiança da torcida e os títulos que almeja no próximo ano.