Pais são contra o retorno das aulas presenciais da rede municipal em São Carlos

Uma enquete promovida na internet pela Secretaria Municipal de Educação de São Carlos mostra que 93,1% dos votantes são contra a volta das aulas presenciais na rede de educação do município neste momento da pandemia de COVID-19. São Carlos tem atualmente 1548 casos confirmados e 26 mortes.

Na enquete, votaram 2432 pessoas, sendo que apenas 6,9% se demonstraram favoráveis ao retorno das aulas ainda em 2020. Ontem, o governador João Doria adiou o retorno das atividades para o início de outubro, pois houve muita pressão da sociedade para que isso ocorresse, visto que havia uma programação para o retorno das aulas em setembro, mais precisamente no dia 8. Entretanto, pais e professores se demonstraram amplamente contrários à iniciativa, o que provavelmente contribuiu para o recuo do governador.

Em São Carlos, é sabido que o secretário de Educação, Nino Mengatti, é um dos defensores da volta às aulas somente com a segurança do fim da pandemia e também com a vacina. Nino defende, e com razão, que a vida vale mais que qualquer coisa, por isso tem colocado à disposição da rede a estrutura para que o ensino remoto possa acontecer neste momento de grande dificuldade mundial.

Pais e professores são-carlenses também são amplamente favoráveis ao regresso das aulas somente depois da vacinação em massa da população que pode começar em dezembro e se encerrar em fevereiro de 2020, o que certamente contribuirá para a volta da normalidade com a qual estamos realmente acostumados.