PAMA recebe Moção de Aplausos de vereadores de Gramado

Na terça-feira, dia 27 de novembro, a Pastoral do Menor Adolescente (PAMA) recebeu Moção de Aplausos na Câmara dos Vereadores. O PAMA é uma instituição que há 12 anos vem realizando trabalhos com jovens do bairro Piratini de Gramado. A proposta da moção foi de autoria do vereador Professor Daniel (PT) e foi aprovada no dia 06 de novembro, de forma unânime, na sessão da Casa.

Para Marli Zimmer Wille, que recebeu as honrarias em nome da Pastoral, este “é um reconhecimento público do nosso trabalho. É um trabalho árduo, puxado, como todas as instituições têm pra se manterem, então a gente receber essa moção é um reconhecimento por esse trabalho.”

O PAMA oferece diversas oficinas para jovens entre 10 e 16 anos no turno oposto ao da escola. Algumas das oficinas oferecidas são de informática (software e hardware), de artesanato (que este ano praticou a reutilização do lixo), de música (canto e instrumentos) e corte e costura.

O trabalho da instituição tem intuito de preparar jovens para o mercado de trabalho, prepará-los para o futuro. “Nosso objetivo não é somente oferecer algo a fazer, mas acolhermos. Nós temos essas oficinas como instrumento, pra que eles estejam conosco e que lá dentro eles vivenciem valores, aprendam a cooperar, que eles se integrem, que a auto-estima deles dê uma elevada, que eles sejam cidadãos críticos acima de tudo” comenta Rose Galgaro, professora do projeto.

O PAMA atende hoje cerca de 75 adolescentes e tem possui em sua equipe uma coordenadora responsável, uma psicopedagoga, duas instrutoras para atividades diárias, um instrutor de música, um professor de canto, um professor de informática e manutenção de computador e uma responsável pelos serviços gerais e lanche. Os voluntários formam um grupo de 12 pessoas, que atuam na área das oficinas, além de uma assistente social e o pessoal que auxilia no preparo da alimentação dessas crianças e adolescentes.

“O caminho percorrido não foi e não é fácil. O nosso trabalho é reflexo de dedicação diária e contínua para arrecadação de recursos de doações provenientes do poder público privado e da doação de tempo e força de trabalho de pessoas que não medem esforços para que nossos jovens sejam acolhidos e tenham acesso à educação em forma de informação, cultura, convívio e aprendizado” completa Marli.

Os trabalhos realizados pelo PAMA tiveram início no dia 18 de abril de 2005, surgindo com um grupo de voluntárias que perceberam a necessidade de proporcionar um espaço de convivência, cultura e lazer, para crianças e adolescentes moradoras do bairro Piratini. Hoje a instituição tem sede no subsolo da Capela Nossa Senhora Aparecida, Rua Corte Real, nº 284.