Polícia apreende carga clandestina de aves silvestres

Carga apreendida

Na madrugada do dia 20 de abril, a Polícia Ambiental juntamente com a Rodoviária apreendeu um veículo que transportava pássaros silvestres no porta-malas.

Segundo consta, o transportador partiu de Minas Gerais e levaria as aves até a cidade de São Paulo. O homem disse que foi contratado para levar as aves e que desconhece quem é o contratante, bem como o fornecedor (o caso será investigado). O fato é que foram apreendidos: 211 Pássaros-Pretos; 11 Canários da Terra; 3 Araras-Canindé, sendo uma adulta e duas filhotes e 19 filhotes de Papagaios verdadeiros, todos acondicionados em caixas pequenas e de transportes para aves, em condições de extrema precariedade, sem água e comida, amontoados, agravados pela longa distância da viagem, o que, segundo a polícia configura maus-tratos.

A Polícia informou que  foi elaborado os Autos de Infração Ambiental,  incorrendo no artigo 25, parágrafo 3°, inciso III da Resolução SIMA 05/21: “Por transportar animais da fauna silvestre nativa”, com multa simples no valor de R$ 135.500,00 e o Auto de Infração Ambiental com base no artigo 29 da Resolução SIMA 05/21: “Por praticar ato de maus-tratos a animais silvestres, com multa simples no valor de R$ 732.000,00.

O veículo foi apreendido em Araraquara, as aves serão reintroduzidas em seu habitat natural e os filhotes que necessitarem de cuidados serão atendidos por médico competente. As gaiolas de transporte foram destruídas. A Polícia informou que os fatos configuram crime ambiental,  capitulados nos artigos 29 e 32 da Lei Federal n° 9.605/98.