Prefeitura recupera estragos causados pela enchente de novembro

Estragos são reparados

O trabalho baseado no relatório elaborado pela Defesa Civil, recuperou estragos causados em vias e galerias de águas pluviais no Centro, Lagoa Serena e Vila Carmem

A Prefeitura de São Carlos concluiu essa semana todos os trabalhos de recuperação dos estragos causados pela enchente do último dia 26 de novembro. Com a recuperação das calçadas e galerias de águas pluviais arrancadas pela força da água na rua Ananias Evangelista de Toledo, na Vila Carmen, próximo ao Parque do Bicão, os trabalhos emergenciais foram encerrados.
Em menos de um mês, a resposta rápida da Prefeitura com os estragos causados pelas enchentes recuperou por meio da Secretaria de Serviços Públicos, parte do asfalto e galerias de águas pluviais na rua Episcopal, próximo ao calçadão; na avenida Comendador Alfredo Maffei recuperou os trechos próximos a rotatória da Praça Ângelo Luporini, que também foi reformulada, e entre as ruas Aquidaban e Riachuelo; na rua Jullien Fauvel e em parte do asfalto da rua Francisco Marmorato, no bairro Lagoa Serena.


O último trabalho realizado, foi a recuperação das calçadas e galerias de água pluviais na rua Ananias Evangelista de Toledo, na Vila Carmem, próximo ao parque do Bicão. O local também contou com a reconstrução de uma barreira de água junto a galeria de captação da água na rua Cícero Soares de Ribeiro, para evitar que a água da enxurrada invada o parque.

Todos os serviços, com supervisão da Secretaria de Serviços Públicos, foram realizados por meio de uma empresa especializada contratada a partir da publicação do Decreto de Situação de Emergência de nº 542 de 28/12, que possibilitou o município mais agilidade na recuperação de todos os estragos públicos listados pelo Formulário de Informações de Desastre (FIDE), elaborado pela Defesa Civil. O valor para a recuperação de todos os estragos foi de R$ 1.050.000,00.


A força tarefa da recuperação dos estragos causados pela enchente começou no mesmo dia em que a forte chuva de 138 mm atingiu a cidade. A primeira fase, coordenada pela vice-prefeito eleito Edson Ferraz a pedido do prefeito Airton Garcia, contou com a limpeza dos pontos afetados que uniu força de todas as secretarias envolvidas, voluntários, além da ajuda de prefeituras de cidades vizinhas. A segunda fase foi o levantamento dos estragos públicos e privados feito pela defesa Civil, que baseado no relatório dos estragos, resultou na publicação do decreto do Estado de Emergência.

“Desde a publicação do decreto, o prefeito Airton Garcia determinou que recuperássemos o quanto antes os estragos causados pelas enchentes, para devolvermos a normalidade das áreas afetadas. Demos prioridade para o centro, por ser a região mais atingida e pela importância das ruas que foram danificadas. Em um segundo momento, recuperamos as áreas atingidas no bairro Lagoa Serena, e agora, concluímos todos os trabalhos na região do parque do Bicão, encerrando os trabalhos de recuperação”, disse o secretário de Serviços Públicos, Mariel Olmo.