Prefeitura repassa novos equipamentos para a APAE de São Carlos

Novos equipamentos

A Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria de Trabalho, Emprego e Renda, do Departamento de Apoio a Economia Solidária, assinou na tarde desta terça-feira (20/04), um termo de parceria, repassando a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de São Carlos (APAE) 18 equipamentos para cozinha.


O termo foi assinado pelo vice-prefeito Edson Ferraz, pelo secretário de Trabalho, Emprego e Renda, Nino Mengatti, pelo diretor de Economia Solidária, Paulo Henrique de Faria e pela gerente da APAE, Cristina Schiabel. Também participaram o diretor de Políticas Públicas de Emprego, Felipe Morretti de Oliveira e a chefe de gabinete da SMTER, Josiane Brambila Carneiro.
Foram repassadas 2 cafeteiras, 2 extratores de suco inox, 1 liquidificador de baixa rotação (10 litros), 1 espremedor de frutas, 3 liquidificadores 700 watts, 1 cortador de legumes, 1 fritadeira elétrica (7 litros), 1 esterilizador elétrico alça (com 2 bules), 1 esterilizador elétrico pequeno, 1 cortador de frios automático, 2 batedeiras planetárias, 1 lavadora de prato industrial e 1 lavadora de copo industrial.


De acordo com o secretário Nino Mengatti os equipamentos estavam sem uso já que vieram para São Carlos para a montagem de um restaurante popular por meio de um projeto federal de assentamentos, mas que depois não foi operacionalizado. “São equipamentos sem uso que já estavam no almoxarifado há muito tempo, portanto verificamos juridicamente e como a APAE fornece refeição para as pessoas atendidas e estava com a falta de alguns eletrodomésticos, pedimos a autorização do prefeito Airton Garcia para fazer essa sessão”, explica Mengatti.


O vice-prefeito Edson Ferraz, representando o prefeito Airton Garcia, considera a parceria de extrema importância. “Eu conheço o trabalho realizado pela entidade. Tenho certeza que esses equipamentos vão melhorar, ainda mais, o serviço oferecido aos alunos e pessoas atendidas por eles. Tudo que for possível vamos sempre fazer para ajudar a APAE e todas as entidades que garantem os direitos fundamentais de cidadania das pessoas”, finalizou Ferraz.


Cristina Schiabel agradeceu o repasse dos equipamentos e garante que chegou na hora certa. “Tivemos alguns equipamentos da nossa cozinha que foram furtados. A nossa lavadora de pratos está quebrada e neste momento não teríamos com fazer a reposição e nem o conserto. Mesmo com a pandemia não conseguimos em nenhum momento zerar o atendimento, seguimos todos os protocolos sanitários, intercalamos e presencialmente somente recebemos 35% dos alunos. Mesmo assim oferecemos de 350 a 400 refeições e também fazemos as papas especiais para aqueles que não conseguem se alimentar de outra forma. Entre a área da educação e da assistência social antes da COVID-19 estávamos recebendo 630 pessoas”, explicou a gerente da APAE, agradecendo o município pela parceria.