Quarteto Brasileiro de Cordas In Concert acontece no dia 7 no Teatro Municipal

Dentre o repertório clássico, Quarteto preparou peças surpresas

Apresentação é gratuita e os ingressos podem ser adquiridos no dia do evento, a partir das 19h30 na bilheteria do Teatro

A música atravessa barreiras e alcança lugares mais profundos do inconsciente, resgatando memórias, sentimentos, permitindo a todos exteriorizar tais emoções. E é com essa paixão pela música que o Quarteto Brasileiro de Cordas irá realizar sua primeira apresentação em São Carlos.

O evento acontecerá na terça-feira, 7 de junho, às 20 horas no Teatro Municipal, com retirada gratuita de ingressos a partir das 19h30 do mesmo dia na bilheteria.

Entre o repertório programado, estão canções clássicas que vêm emocionando plateias no mundo todo, como Nessum Dorma, da famosa ópera Turandot, de Giacomo Puccini (Andante Sostenuto) e a Alla Turca from Sonata in A Major, de Mozart, entre outras peças surpresas.

Para o violinista e organizador do quarteto, Paulo Paschoal, é grande a expectativa de se apresentar junto ao grupo em uma cidade como São Carlos, que é destaque na formação de milhares profissionais todos os anos, por conta das universidades que possui. Além disso, destacou que a cidade possui estrutura e público interessado em música, mas que ainda carece de eventos culturais. “Não há nada melhor para um músico do que sentir que a música está tocando o coração do público e que este anseia por essas oportunidades. São Carlos merece um espetáculo vibrante e com certeza este não será o único”, destacou.

A primeira apresentação do Quarteto conta com o apoio da Prefeitura Municipal, por meio do CEMAC (Centro Municipal de Arte e Cultura), Pizzaria Dom Quixote, com apoio da equipe do Teatro e Balé Expressão.

Conheça mais sobre os integrantes do Quarteto

1º VIOLINO: PAULO PASCHOAL

Com um pai violinista e mãe pianista, Paulo Paschoal iniciou seus estudos de violino com seu pai aos 4 anos de idade. A admiração e a vontade de tocar como o irmão mais velho que o motivou a seguir em frente. Aos 9 anos deu continuidade aos seus estudos em um Conservatório Musical, onde venceu vários concursos promovidos pelo próprio conservatório. Há 27 anos é violinista da OSESP (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo), considerada uma das dez melhores orquestras sinfônicas do mundo, sediada na Sala São Paulo, importante polo cultural do Estado. Com a OSESP, o violinista fez várias turnês internacionais tocando em grandes salas de concerto pelo mundo. Foi professor no Instituto Baccarelli, que tem por objetivo a formação musical e artística de crianças e jovens de regiões carentes. Possui gravações com cantores renomados da música brasileira tais como: Roberto Carlos, Chico César, Leonardo, Sandy e Junior, Zizi Possi entre outros.

2º VIOLINO: ELENA KLEMENTIEVA

A russa Elena Klementieva estudou no Colégio de Música Perm com o professor B. Macarova e, mais tarde, no Conservatório de Moscou com o M. Gotstiner.

Após 4 anos na Orquestra Sinfônica do Conservatório Tchaikovsky, participou do Festival de Jovens da Rússia e entrou para a Orquestra de Câmara Quatro Estações. No ano seguinte ingressou na orquestra de Câmara Ensemble 21. Há 20 anos faz parte efetiva da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo.

VIOLA: VLADIMIR KLEMENTIEV

O Russo Vladimir Klementiev nasceu em 1972 e, em 1988, entrou para o Colégio Musical Tchaikovsky de Moscou. Em 1991 tornou-se membro da Sinfônica do Teatro de Ópera de Moscou e no ano seguinte entrou no Conservatório Tchaikovsky. Foi violista da Orquestra Sinfônica de Moscou e chefe de naipe da Orquestra de Câmara Quatro Estações, com a qual gravou CD com obras de Mozart. Em1996 ocupou o mesmo posto no Ensemble XXI Moscou e, no ano seguinte, iniciou pós-graduação no Conservatório. Em 2002, antes de se mudar para o Brasil, foi primeira viola da Orquestra de Câmara do Teatro Pokrovsky de Moscou.

VIOLONCELO: RENATO DE SÁ

Natural de São Paulo, iniciou seus estudos musicais sob orientação do violoncelista Watson Clis, no Centro de Estudos Musicais Tom Jobim. Desde então tem tocado com as melhores orquestras do País, tais como OSESP, OSB e Filarmônica de Minas Gerais. Participou de festivais, como o Internacional de campos do Jordão, Eleazar de Carvalho, FEMUSC (Festival de Música de Santa Catarina), FIB (Festival de Inverno de Brasília), RICE (Rio International Cello Encounter) e Ex Toto Corde. Participou de master classes com grandes nomes, tais como Antônio Meneses, Jean Guihen Queyras, Bernhard Loercher, Daniel Veis, Xavier Philips, Johannes Moser e Anatoli Krastev. Em 2006 conquistou o primeiro lugar no concurso Jovem Solistas da Orquestra Jovem de Guarulhos, onde solou o concerto em Dó maior de Haydn sob regência do maestro Emiliano Patarra. Músico formado pela academia de música da OSESP.