Quem será o próximo prefeito de São Carlos?

Quem será o próximo prefeito de São Carlos? A pergunta já está agitando o círculo político da cidade, por onde você vai é possível ouvir que a discussão entrou na pauta. Muitos apostam que Airton Garcia será o candidato à reeleição e mesmo com os percalços de seu governo, dizem que reúne chances de ser eleito novamente. Será? Para ganhar a eleição, Airton terá que promover vários ajustes no seu mandato, melhorar a zeladoria que ainda não é boa e resolver o problema que mais aflige o povo: as ruas esburacadas. Hoje, esse tema está acima até da área de saúde. Sem isso, Airton corre o risco de ser derrotado fragorosamente nas urnas e amargar um futuro como o do ex-prefeito Paulo Altomani na eleição passada. Aliás, Airton ainda tem uma licitação de transporte pela frente, se isso correr a contento e o serviço melhorar, o atual prefeito terá chances de se reeleger sem muito esforço. Mas licitação é sempre algo imprevisível, portanto o prefeito não pode confiar nisso.

Já correram pelos bastidores políticos  que Paulo Alomani, o prefeito anterior a Airton, poderia ser candidato pelo DEM à Prefeitura novamente. Se ele estiver com os direitos políticos em ordem, certamente poderá concorrer, agora, se eleger é uma história bem diferente. Basta olhar para o seu mandato e assim a população poderá julgar se Altomani merece ou não uma nova chance. Qual seria o discurso que o ex-prefeito utilizaria para tentar chegar ao cargo novamente? Uma nova chance? A ver.

Um outro nome sempre comentado é o de Newton Lima. O prefeito por dois mandatos será candidato pelo PT? Newton sumiu da cidade e apareceu apenas em alguns momentos como na eleição presidencial. Suas gestões lhe cacifam para o cargo, mas resta saber se há a possibilidade jurídica de o mesmo concorrer e se ele terá suporte para colocar o bloco petista na rua novamente, afinal de contas o partido hoje na cidade parece ser um fantasma daquilo que já foi. Só o nome de Newton Lima e a expertise do seu estafe político é capaz de leva-lo novamente para a Prefeitura? Dizem que se ele se assumir como candidato dois ou três partidos já lhe hipotecarão apoio. Mais um mistério para se resolver.

E Netto Donato? Incensado por figuras como o vereador Marquinho Amaral, o segundo colocado na eleição passada concorrerá novamente? Parece que sim, mas ele conseguirá propor algo novo mesmo que esteja ao lado de políticos tradicionais da cidade? Qual a novidade que Netto Donato apresentará, além de sua própria boa intenção em ser candidato? Ele terá apoio do PSDB, por exemplo? Netto teve propostas interessantes em sua candidatura na eleição que deu a vitória para Airton Garcia, se comenta pelos bastidores que à época do pleito a candidatura de Donato cresceu um pouco tarde, que se sua disparada tivesse acontecido a um mês da eleição, ele derrotaria o prefeito do PSB. Porém, eleição é como futebol, o se não entra em campo. Agora, teremos uma nova disputa e Netto Donato não é mais novidade, por isso terá que remar muito para se emplacar novamente perante o eleitor. Quem o ajudará?

Ainda há o fator Leandro Guerreiro. Ele não fala, mas quer ser candidato, aposta vencer como outsider, posando de Bolsonaro. Porém, há um perigo para Guerreiro: o desgaste do próprio governo federal e a população entender que esse tipo de político pode não ser uma solução. Guerreiro hoje é o vereador mais lembrado porque sabe muito bem dar suas pancadas e promover suas ações e isso certamente causa inveja em alguns colegas de Câmara. Por isso fica aquela pergunta: Ele trocará uma reeleição certa como vereador para se aventurar na disputa para prefeito? Só o político poderá responder.

Aposto também que Djalma Nery disputará o cargo pelo PSOL. Mas essa é uma aposta do repórter, pode ser que nem ocorra, mas a candidatura de Djalma pode bagunçar o coreto político local, pois ele colocará a boca no trombone e pode ser o antagonista ideal para “combater” Guerreiro.

E Lobbe Neto, desse não sei. Mas é possível que concorra.

Existem outros nomes, mas por enquanto, vamos no ater a esses. E aí, você gostou do quadro pintado? A cidade precisa se reerguer, resta saber se esses homens citados tem a capacidade de colocar São Carlos no eixo novamente.

Renato Chimirri