Raquel Auxiliadora inicia mapeamento da rede de atendimento às mulheres

Vereadora Raquel em visita ao PAVAS, no CEME, acompanhada da psicóloga Ana Maria Zabeu e da diretora Denise Braga (fotos: assessoria da vereadora)


A vereadora Raquel Auxiliadora começou nesta semana um mapeamento de todos os serviços de atendimento à mulher em situação de violência em São Carlos. O objetivo é verificar quais serviços estão funcionando, as demandas específicas de cada local e a partir do diagnóstico, retomar a articulação da rede e garantir o melhor atendimento às mulheres.

O primeiro local visitado para o inicio deste trabalho foi o PAVAS – Programa de Atendimento às Vítimas de Abuso Sexual, que funciona no CEME (Centro Municipal de Especialidades). A psicóloga Ana Maria Zabeu e a diretora do Departamento de Gestão e Cuidado Ambulatorial (DGCA), Denise Braga, descreveram como o trabalho tem sido realizado, principalmente neste período de pandemia, e enumeraram as principais necessidades para que o serviço funcione adequadamente.

A iniciativa, segundo a vereadora, resgata o trabalho realizado no período de 2007 a 2012, quando atuou como chefe de Divisão de Políticas para as Mulheres, na Secretaria de Cidadania e Assistência Social. “Retomar a articulação da rede é fundamental para a garantia dos direitos e estruturação dos serviços e programas de atenção às mulheres”, explica Raquel.

Após mapear todos os serviços o mandato promoverá uma série de ações para tratar do tema, que envolverá a sociedade civil e o poder público. “Vamos trabalhar para garantir políticas de prevenção e combate à violência e assistência às vítimas. Isso é urgente, já que a pandemia agravou ainda mais os casos de agressões e feminicídios, que desde o início do ano já chegam a quatro por dia no Brasil,” destaca a vereadora.