Redemoinho gigante se forma na região do Swiss Park e assusta as pessoas

Subiu e assustou

Um redemoinho de pelo menos uns 30 metros se formou na região do Swiss Park, no meio de um canavial, na tarde desta terça, 28. A formação andou por um bom pedaço de terra e despertou a curiosidade dos moradores da região.

Para quem não sabe, os redemoinhos, rodamoinhos, remoinhos, torvelinhos, redemoinhos-de-poeira, pés-de-vento ou diabos de poeira são ventos em espiral formados pela convecção do ar, em dias quentes, sem ventos e de muito sol, como hoje, com temperaturas perto dos 34°C.

Ocorrem quando o solo se aquece em determinado ponto, transferindo esse calor à porção de ar que está parada logo acima dele. Quando atinge uma determinada temperatura, esse ar sofre rápida elevação, subindo em espiral e cria um mini centro de baixa pressão. Devido ao princípio da conservação do momento angular esse redemoinho ganha velocidade e acaba levantando a poeira do solo, fazendo com que um funil de ‘sujeira’ seja visível. Ele pode apresentar desde alguns centímetros até muitos metros de altura.

No folclore brasileiro costuma-se dizer que os redemoinhos são moradas do saci-pererê, menino negro simpático, muito levado, que tinha por hábito fazer travessuras nas propriedades rurais. O saci também era caracterizado por ter uma perna só, fumar cachimbo e usar um gorro vermelho. Esse arteiro também é símbolo do Internacional de Porto Alegre.

Fotos: Maurício Duch