Representantes da FIEC conhecem trabalho realizado pela FESC

O diretor presidente da Fundação Educacional São Carlos (FESC), Fernando Carvalho, recebeu na última sexta-feira (25), o superintendente da Fundação Indaiatubana de Educação e Cultura (FIEC), Mário César Cobianchi.

O representante da FIEC, fundação que em parceria com a Prefeitura de Indaiatuba oferece ensino técnico profissionalizante, além de capacitações extracurriculares, inclusão digital, artesanato e inclusão social, para crianças, jovens, adultos e terceira idade, veio conhecer o trabalho que é realizado pela Universidade Aberta da Terceira Idade (UATI), Universidade Aberta do Trabalhador (UNIT), Escola Municipal de Governo (EMG), Programa de Inclusão Digital (PID) e TV Educativa (TVE), todos coordenados pela FESC, além dos polos da Universidade Aberta do Brasil (UAB) e da Universidade Virtual do Estado de São Paulo  (UNIVESP).

Fernando Carvalho explicou sobre a estruturação da EMG, os cursos já oferecidos e o funcionamento dos demais programas. “Nesse primeiro encontro falamos de todos os programas que desenvolvemos e das 800 vagas que estamos oferecendo nesse primeiro semestre. É uma honra receber outros municípios que consideram o trabalho de São Carlos uma referência”.

O diretor presidente também contou como a Fundação começou. “A FESC iniciou suas atividades em 1971 e durante 26 anos dedicou seu espaço ao ensino superior na cidade”. Mas com a transferência dos cursos de educação física e de biblioteconomia em 1997 para a Universidade Federal de São Carlos, a fundação passou por uma transformação estrutural, administrativa e pedagógica, e se dedicou à educação não formal de jovens, adultos e idosos. Desde 2001, realiza um trabalho intenso para desenvolver cinco grandes programas.

Segundo Mário Sérgio Cobianchi todos os programas são excelentes e muito bem estruturados. “Nesse primeiro momento o programa que mais nos interessa é o de capacitação dos servidores públicos municipais realizado pela Escola Municipal de Governo já que pretendemos implantá-la em Indaiatuba. Porém depois de conhecer todo o trabalho da FESC, acreditamos que pelo menos outros também poderemos aproveitar na nossa cidade. A finalidade da nossa visita é aprender com São Carlos”.

FESC – O pioneiro deles, a Universidade Aberta da Terceira Idade (UATI) atende homens e mulheres a partir dos 40 anos e é o único centro público de formação de adultos da região que executa um programa de educação permanente com dois módulos de ensino com disciplinas regulares e optativas. A Universidade Aberta do Trabalhador (UNIT) foi criada em 2004 pela Prefeitura para suprir as necessidades de capacitação e requalificação profissional dos trabalhadores e dos jovens em busca do primeiro emprego. O programa oferece cursos regulares em diversas áreas ocupacionais. Paralelamente também foi criada a Escola Municipal de Governo (EMG) para cuidar, exclusivamente, da capacitação permanente dos servidores públicos municipais que atuam na Prefeitura, autarquias e fundações. Já o Programa de Inclusão Digital (PID), do qual fazem parte os Telecentros de Informação e Negócios, alia conteúdos e habilidades básicas para o uso do computador e da Internet, alfabetizando cidadãos de todas as idades. A TV-Educativa de São Carlos é o quinto programa da fundação, uma concessão do Ministério das Comunicações à Prefeitura por intermédio FESC, que é concessionária do Serviço de Radiodifusão de Sons e Imagens, com fins exclusivamente educativos na cidade de São Carlos.

Acompanharam a visita do representante da FIEC o superintendente da TVE, Luis Antonio Garmendia, Maristela Bertuga Cerqueira (UAB), Marluci Rosana Rios (UATI), além da diretora pedagógica da FESC, Fabiana Baroni Nascimento e da chefe de gabinete, Bruna Trevelin.