Reunião para definir volta da Suzantur termina sem acordo

A reportagem apurou que a reunião ocorrida na tarde desta terça, 6, para tentar selar um acordo entre a Prefeitura, a Suzantur e representantes da Justiça e do Ministério Público terminou sem consenso.

Segundo o secretário de Trânsito e Transportes, Coca Ferraz, o objetivo da reunião era tentar um acordo com a empresa, pois a Prefeitura não tem condições de operar o sistema na cidade. “Infelizmente, o Ministério Público e o Judiciário entenderam que não é da pertinência de cada um deles fazer este de coisa e que é preciso um procedimento no campo administrativo por parte da Prefeitura”, afirmou.

Questionado sobre o caos em que se encontra o sistema em função da intervenção, Coca afirmou que é secretário nomeado hoje, 6, e que não responde pelo que passou. “Isso não diz respeito a mim porque sou secretário nomeado hoje, respondo daqui para frente, o que passou deve ser perguntado para o outro secretário”, disse fazendo referência a Ademir Souza e Silva, seu antecessor e desafeto.

Sobre o que a população pode esperar diante dessa verdadeira “meleca” em que o sistema de transporte se encontra, Coca foi direto: “A população pode esperar rapidamente um sistema de transporte digno, que é o que o povo merece, brevemente!”

Coca sabe que a Prefeitura está numa sinuca de bico. “Estamos numa condição emergencial, dificílima, o povo é muito mal atendido pelo transporte coletivo por isso temos que rapidamente encontrar uma solução”, admitiu.

Para o secretário a conversa com a Suzantur apresentou evolução. “As bases do contrato estão estabelecidas, claras, a população pode esperar por uma solução”, disse.

Depois da reunião que não teve acordo entre as partes, Coca informou que todos estavam se deslocando para a Prefeitura. “Vamos conversar com nosso jurídico para ver que solução vamos adotar”, ponderou.