Revitalização do Camelódromo: três empresas participam da licitação

Comércio precisa de revitalização

As intervenções para tentar revitalizar a região central, especialmente na Praça do Mercado Municipal, prosseguem, segundo informou o secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano, João Muller.  “Um fenômeno urbano que ocorre em cidades de porte médio  com 100 ou 300 mil habitantes, nos últimos anos é o esvaziamento, precarização e degradação das regiões centrais. Normalmente regiões que fazem parte da história socioeconômica cultural, arquitetônico deste locais”, disse.

Muller explicou que por determinação do governo municipal diversas secretarias da Prefeitura passaram a trabalhar na requalificação deste local. “Numa parceria com a ACISC houve a revitalização do Calçadão, outro trabalho que está na fase final e deve ser entregue na 2ª quinzena de setembro são dois terminais de embarque e desembarque do transporte público na Praça dos Voluntários. Já na Praça em frente o Mercado Municipal aconteceram algumas intervenções como troca de iluminação, instalação de bancos, lixeiras, e melhoria na arborização”, ressaltou.

De acordo com o apurado, no dia de ontem, 24, foram abertos os envelopes da licitação da revitalização do Shopping Popular (Camelódromo) que será instalado na avenida Comendador Alfredo Maffei, entre as ruas Dona Alexandrina e avenida São Carlos. “No lugar dos atuais boxes do Beira Rio será implantado um bolsão de estacionamento para carros, motos e o novo ponto de táxi”, destacou. “As empresas que participaram da licitação para essa obra são: Fragalli Engenharia, K2 e HS Lopes. Foram classificadas para 2ª fase K2 e HS Lopes, a primeira de São Carlos a segunda de Ribeirão Preto, com um valor estimado da obra 1,29 milhão de Reais”, disse Muller.

Hoje na região do Mercado são 16 mil trabalhadores e o próximo passo, após a pandemia de COVID-19 será a licitação para a Praça de Alimentação do Mercadão.