Rodovia SP 255 será duplicada

Doria anuncia duplicação de rodovia

O Governador João Doria anunciou nesta quinta-feira (1) o início das obras de duplicação na SP-255, na rodovia Otávio Pacheco de Almeida Prado (SP-255), região central do Estado. O trecho contemplado vai do km 155,770 ao km 179,600, de Jaú a Barra Bonita, e contará com a implantação de dois dispositivos de retorno, um no km 161+250m e outro no km 167+610m, resultando no investimento de R$ 136,34 milhões aportados pela iniciativa privada. Além desta obra, está em andamento a duplicação de outro trecho da SP-255, o da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, entre Bocaina e Jaú, do km 137,95 ao 147,300, com implantação de dispositivos no km 138 e no km 142+530. 

As obras são de responsabilidade da concessionária Via Paulista, que administra o corredor viário, sob a regulação da ARTESP – Agência de Transporte do Estado de São Paulo. Ao todo, serão R$ 186,3 milhões investidos na região, gerando 580 empregos diretos e indiretos. Com a modernização, as rodovias terão maior segurança e fluidez no tráfego, reduzindo os riscos de acidentes, principalmente as colisões frontais. Além disso, a nova infraestrutura trará ganhos de mobilidade e logística também no transporte de cargas, o que beneficiará economicamente os municípios por onde passa a malha concedida. Esse lote terá 275 km de duplicação ao longo do contrato. 

A solenidade foi realizada em Jaú. Além do governador, estiveram presentes no evento o superintendente do DER – Departamento de Estradas e Rodagem, Edson Caram, representando o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Neto, e o diretor geral da ARTESP, Milton Persoli, além dos secretários estaduais da Habitação, Flávio Amary, e do Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi. 

“Nós só avançamos em São Paulo por conta da parceria entre o Governo e a iniciativa privada. Estamos impressionados com a diferença que fará o investimento privado nesta estrada, conhecida como Rodovia dos Calçados, por onde passa o desenvolvimento econômico da região”, afirmou o governador João Doria. 

A duplicação que liga Jaú a Barra Bonita contará com 23,83 km de pavimento flexível, sinalização vertical e horizontal, quatro Obras de Arte Especiais (OEAs), elementos de segurança (defensas metálicas e barreiras rígidas) e sistema de drenagem superficial, composto por sarjetas e valetas de proteção de cortes e aterros, entradas e descidas d’água, bueiros de greide, dissipadores de energia, caixas coletoras e drenos de pavimento rasos e profundos. A implantação dos dois dispositivos de retorno para os acessos locais proporcionará maior segurança, conforto e fluidez aos cerca de 7 mil usuários que trafegam diariamente por este trecho da rodovia. 

“Esta é uma obra importantíssima, que vai impulsionar o desenvolvimento dos seus municípios. A SP 255 liga a região central do Estado de São Paulo até o sul do 
País e, por ela, são transportados produtos do setor agrícola, como a cana-de-açúcar, e também do setor calçadista. Ou seja, a duplicação da rodovia vai facilitar o escoamento, criar novas opções de transportes, gerar empregos, além de trazer conforto e segurança para os motoristas”, afirmou o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto. 

Outro trecho importante da SP-255 que já está com as obras em andamento liga Bocaina a Jaú e também contará com sistema de sinalização, drenagem e pavimento com alto padrão de qualidade. Serão duas faixas de acostamento em cada sentido e duas pontes. Os dois dispositivos de retorno também vão contribuir com a fluidez de veículos na região. A previsão é de que as obras para este trecho sejam finalizadas até o fim de 2022. 

“As melhores rodovias do país fazem parte do Programa de Concessões Rodoviárias de São Paulo; aqui estão as vias mais modernas e de ampla infraestrutura. Ainda assim, queremos avançar, para que nossos usuários possam fazer viagens cada vez mais seguras e confortáveis” afirma Milton Persoli, diretor-geral da ARTESP. “A realização das obras neste importante trecho, que corta o centro do Estado, vai contribuir não apenas para a modernização viária, mas também no desenvolvimento regional, abrindo novas possibilidades, movimentando a economia das cidades lindeiras.”