Roselei critica Wanda Hoffmann e diz que falta competência na Secretaria Municipal de Educação

Roselei questionou secretaria

O presidente da Câmara Municipal, Roselei Françoso, na sessão de ontem, 14, criticou duramente a Secretária de Educação da Prefeitura de São Carlos, Wanda Hoffmann. O vereador afirmou que tem obrigação de defender os parlamentares e a instituição que preside. “Eu liguei para a secretária, mandei um whatsapp falando que o CAIC no Cidade Aracy estava sem internet. Ao invés de resolver o problema, a secretária quer saber quem é que veio me pedir para fazer o serviço!”, disse aos berros o parlamentar.

Roselei não poupou a inoperância da gestão de Wanda Hoffmann e falou: “Eu fui eleito três vezes, se a senhora está acostumada a administrar a Universidade Federal de São Carlos onde jamais recebeu um deputado, nesta que é uma das instituições mais honrosas da cidade, aqui a senhora vai receber os vereadores falando sobre as escolas e respeitará o mandato de cada parlamentar!”

De acordo com o presidente do Legislativo, o vereador Djalma Nery esteve na escola municipal do São Carlos 8, a Marly de Fátima Alves. “Esse é um CEMEI que falta tudo, falta areia, caixa de água, brinquedo, professores e manda um torpedo para o Conselho Municipal de Educação dizendo que o vereador já foi lá e que vai resolver? Onde já se viu isso? A Secretaria Municipal de Educação  não tem 200 ou 300 mil Reais em emendas como o Djalma, mas sim R$ 270 milhões por ano, não é possível! Eu vou nas escolas e as únicas coisas que feitas nesse período foram com as emendas que eu mandei, quero saber onde está o dinheiro da Educação, onde está? Enquanto for presidente desta Casa vou perguntar e depois também, afinal tem dinheiro, sim! O que não tem é competência, capacidade, respeito com os professores, alunos, pais e equipe que trabalha com a Educação”, criticou.

Wanda Hoffamann passará apertado com Roselei, o vereador disse que está de olho no trabalho da secretária. “Aqui nós vamos cobrar cada centavo gasto nesta secretaria, queremos a substituição das caixas de amianto, queremos manutenção nas escolas, não podemos ter parede trincada, falta de energia, de internet, se queremos dar aulas remotas tem que ter internet, não é possível!”, esbravejou.