SAAE diz que pretende resolver problema da falta de água em São Carlos até o fim do ano

Plenário da Câmara Municipal durante audiência pública realizada nesta quarta-feira

A Câmara Municipal realizou nesta quarta-feira (17), uma audiência pública com presenças do presidente SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), Benedito Carlos Marchesin, e dirigentes da CPFL Paulista (gerentes Julio Cesar de Oliveira, de assuntos institucionais, e André Marques, de operações de campo), para uma discussão obre a constante falta de abastecimento de água em bairros da cidade.

A audiência foi solicitada pelos vereadores Rodson Magno do Carmo e Paraná Filho, que presidiram os trabalhos. Estiveram também presentes os vereadores Lucão Fernandes, Robertinho Mori, Elton Carvalho, Moisés Lazarine, Leandro Guerreiro, Roselei Françoso, Dimitri Sean, Edson Ferreira e Daniel Lima. Em razão das restrições impostas pelo enfrentamento da pandemia de Covid-19, os munícipes acompanharam a audiência pela TV Câmara, Facebook e Youtube.

O presidente do SAAE disse que pretende equacionar o problema da falta de água até o final deste ano. Durante a audiência ele fez um detalhamento técnico sobre o sistema de produção, armazenamento e distribuição de água na cidade. Marchesin  respondeu a uma série de questionamentos apresentados pelos vereadores sobre o tema. A audiência foi realizada em função das  muitas reclamações levadas pelos munícipes aos vereadores, relatando a recorrência da falta de água em várias regiões da cidade.

Entre os compromissos assumidos pelo SAAE perante os parlamentares estão a perfuração de poços profundos na região do Rui Barbosa (Vila Nery) e na avenida Morumbi, no acesso à rodovia Luis Augusto de Oliveira, além da implantação de um reservatório com capacidade de 2,5 milhões de litros de água na Vila Nery.

Essas obras, segundo Marchesin, virão equacionar problemas de abastecimento na zona leste e na região da grande Cidade Aracy. Da mesma forma, a operacionalização de um poço no Jardim do Bosque ampliará o abastecimento na região do Jardim Santa Felícia.

Na audiência, ficou acordado que o SAAE deverá realizar consulta jurídica para verificar a viabilidade de financiamento de caixas de água para famílias de baixa renda residentes em bairros atingidos pela falta de abastecimento de água como a Cidade Aracy (zona sul).

CPFL Paulista – Os dirigentes da CPFL Paulista, que tem papel importante no fornecimento de energia para o funcionamento do sistema de abastecimento de água, mencionaram entendimentos com o SAAE para minimizar os problemas. A energização do poço  nas proximidades do Rui Barbosa também fez parte da pauta. Julio Cesar de Oliveira, gerente de assuntos institucionais, e André Marques, gerente de operações de campo, discorreram sobre as ações da companhia no município. Segundo Oliveira,  de 2018 a dezembro 2020 a ampliação no sistema de sub-transmissão envolve recursos da ordem de R$ 25 milhões. Os investimentos totais no município chegam próximos a R$ 40 milhões.

Durante a audiência, o presidente do SAAE respondeu em plenário aos questionamentos feitos pelos vereadores Robertinho Mori,Roselei Françoso,Dimitri Sean, Leandro Guerreiro, Paraná Filho, Rodson Magno do Carmo, Moises Lazarine e Edson Ferreira.

Ao final, o vereador Paraná Filho agradeceu a presença do presidente do SAAE e dos gerentes da CPFL Paulista, acompanhados de suas equipes técnicas, e fez uma avaliação positiva dos debates: “Cumprimos o papel da Câmara de fiscalizar e defender o direito da população que mais precisa. Avançamos nessa audiência e acredito que tudo o que conversamos aqui irá acontecer; saímos com palavra empenhada e anotamos tudo o que foi tratado para registrar esse dia e cobrar amanhã”, declarou.

Rodson Magno do Carmo estendeu o agradecimento ao presidente da Câmara, Lucão Fernandes, pelo apoio à realização da audiência, e aos vereadores pelo empenho em buscar uma solução para o problema da falta de água.