Salesianos: Jovens acompanhados pelo Programa de Medidas Socioeducativas concluem curso do SENAI

Jovens certificados e representantes dos parceiros.

Na última sexta-feira, dia 03 de setembro, foi realizado o almoço de comemoração da formatura de 08 jovens acompanhados pelo Programa de Medidas Socioeducativas em Meio Aberto do Salesianos São Carlos, que concluíram o curso de Mecânico de Suspensão, Direção e Freios na instituição de ensino Senai.

A parceria estabelecida entre o programa e a instituição de ensino foi pioneira, fruto da constante articulação e mobilização por parte da coordenadora do programa Thauana Leticia Felicio, que entende como fundamental a inserção de adolescentes e jovens em cumprimento de medidas socioeducativas em ambientes profissionalizantes, fomentando assim sua autonomia e emancipação.

Para garantir a permanência dos jovens durante os três meses de curso, houve o apoio do Salesianos São Carlos que disponibilizou todo material escolar aos participantes, da Secretaria de Cidadania e Assistência Social na figura de Glaziela Solfa e da Secretaria de Trabalho, Emprego e Renda na figura de Orlando Mengatti Filho, que forneceu o vale-transporte ao longo de todo o curso.

Na ocasião do almoço, foi realizada uma roda de conversa com os jovens, espaço onde todos puderam expor os desafios enfrentados ao longo do curso, os projetos futuros, a importância da certificação por uma instituição de ensino de referência e como o Programa de Medidas Socioeducativas se configura como uma rede social de suporte fundamental em sua trajetória.

Jorge (18 anos) expõe que a oportunidade “abriu nossa mente pra correr atrás dos nossos objetivos”. Soraya (20 anos) complementa dizendo que foi a chance de “mostrar que a gente pode ser diferente, melhor do que todo mundo pensa” e que quando “as pessoas veem a gente de uniforme (SENAI) já olha de uma outra forma, percebemos pelos olhares”.

O Programa de Medidas Socioeducativas realiza o acompanhamento do cumprimento das medidas de Liberdade Assistida (LA) e de Prestação de Serviço à Comunidade (PSC), que se fundamenta no atendimento especializado, na escuta qualificada, no acompanhamento dos adolescentes, jovens e de suas famílias de forma integrada aos demais serviços socioassistenciais e às políticas setoriais de educação, saúde, trabalho, cultura, esporte e lazer.

O atendimento é destinado a adolescentes de 12 a 18 anos, excepcionalmente até os 21 anos, que tenham praticado ato infracional e tenham determinação judicial de acompanhamento, e tem por base as legislações do Estatuto da Criança e do Adolescente e do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo.

Apesar da complexidade deste trabalho, a equipe do programa acredita que fazer parte da trajetória desses jovens e auxiliá-los na concretização de seus sonhos e projetos de vida desvinculados da ilicitude, nos aproximam de um mundo mais justo e livre de violência. Como diria Sérgio Vaz: Vida loka é quem estuda!