Santa Casa recebe 30 novas máquinas para o setor de hemodiálise

Da esquerda para direita: Marcus Petriili, gerente comercial da Santa Casa; Douglas Pinotti, nefrologista; Elio Vieira da Silva Junior, enfermeiro; Antonio Valério Morillas Junior, provedor da Santa Casa; vereador Marquinhos Amaral e Roberto Muniz Junior, gerente médico da Santa Casa

O provedor da Santa Casa, Antonio Valério Morillas Júnior, recebeu o vereador Marquinho Amaral (PSDB) nesta quinta-feira (13/8) no auditório da Provedoria do hospital para a entrega de 30 máquinas para o Serviço de Nefrologia. Os equipamentos foram adquiridos com a verba de R$ 3 milhões e 30 mil reais, solicitada pelo vereador ao então Deputado Federal Lobbe Neto.

Segundo o provedor da Santa Casa, Antonio Valério Morillas Junior, “hoje o hospital tem um dos serviços de Nefrologia mais modernos do Estado de São Paulo e nós ampliamos o número de atendimentos. A entrega desses novos equipamentos vai ajudar a fortalecer ainda mais o atendimento de excelência que temos oferecido no Serviço de Nefrologia da Santa Casa”, comenta.

 

O vereador Marquinho Amaral (PSDB) explica que a preocupação com o Serviço de Nefrologia começou com uma experiência em família. “Eu tive um irmão que durante 6 anos precisou usar a máquina para fazer hemodiálise. Eu, inclusive, doei um dos meus rins para ele. E por conta dessa relação com o meu irmão, eu sabia o drama que os outros pacientes também viviam. Por isso, junto do então deputado federal Lobbe Neto, nós solicitamos a verba para a compra dessas máquinas. É uma emoção muito grande poder fazer essa entrega hoje. É uma vitória muito grande para a saúde de São Carlos”, comemora.

Também estavam presentes, na cerimônia de entrega, o gerente comercial da Santa Casa, Marcus Petriili, o gerente médico da Santa Casa, Roberto Muniz Junior; o enfermeiro responsável técnico pelo Serviço de Nefrologia, Elio Vieira da Silva Junior, e o nefrologista responsável técnico pelo Serviço de Nefrologia, Douglas Pinotti.

“Os equipamentos novos, de alta tecnologia, vão substituir parte das máquinas que nós alugávamos. Além de representar uma economia de R$ 36 mil reais por mês para o hospital, vai melhorar ainda mais o tratamento que a gente oferece”, explica o nefrologista, Douglas Pinotti. Ainda segundo o responsável técnico pelo Serviço de Nefrologia, “os nossos índices mostram a qualidade do atendimento oferecido. Em média, em todo o país, 18% dos pacientes crônicos acabam falecendo por ano. No Estado de SP, esse número reduz para 13%. E aqui, no Serviço de Nefrologia da Santa Casa, essa mortalidade cai pela metade: 6%”, afirma.

 

Além das 30 máquinas para a hemodiálise, o recurso da emenda parlamentar também vai ser usado para a compra de 4 ventiladores pulmonares para UTI, 1 polígrafo para Hemodinâmica (usado nos procedimentos da área de cardiologia, cateterismo e análise de arritmia cardíaca), 2 equipamentos para o Banco de Sangue, 2 equipamentos para cirurgia, 5 focos de teto e 2 mesas cirúrgicas.