Santa Casa recebe doação de máscaras

Onésimo doou material de sua empresa para ajudar a Santa Casa - Foto: Divulgação

A Santa Casa recebeu 200 unidades de máscaras conhecidas como Face Shields, doadas pela Electrolux do Brasil filial de São Carlos. Na fábrica, foi produzido o suporte da cabeça que dá sustentação à máscara. Esses protótipos foram feitos em duas impressoras 3D usando o ABS, um material resistente a impacto.

 

“Em um momento difícil e inédito para todos nós, queremos apenas reforçar a conduta humana e sustentável da Electrolux. Apoiar a Santa Casa de São Carlos com as máscaras feitas pelos nossos colaboradores é um gesto de solidariedade. Acreditamos que superaremos este momento atuando nos pilares público, social e privado”, afirma o Diretor da Electrolux São Carlos, José Machado.

O hospital tem contado com a ajuda de várias empresas e voluntários no combate ao novo Coronavírus (COVID-19).  É o caso do Técnico em Segurança do Trabalho, Onésimo Paula Silva, que entregou ao hospital 475 máscaras Face Shields.

 

Ele havia guardado uma grande quantidade de acetato. Devido ao encerramento das atividades de sua empresa, esse material ficou parado: “quando me informaram que a Santa Casa estava precisando de EPI’s para a proteção dos profissionais, já coloquei meu material à disposição. Em um momento crítico como este, contribuir com o hospital é essencial. Devemos nos empenhar ao máximo para proteger os profissionais da saúde, pois eles são verdadeiros heróis, não medem esforços para atender nossa população”.

Para isso, o Técnico em Segurança do Trabalho contou com a ajuda de quatro voluntárias do Lions Clube São Carlos Clima e Loja Maçônica Eterno Segredo, para confeccionar os elásticos que sustentam as máscaras. “Eu e as amigas Nancy Nepomuceno, Ana Maria Dalmazo, Maria Cristina Petrucelli e Fanni Shirley Tulio, aceitamos o desafio de confeccionar, artesanalmente, as máscaras de proteção. Foi uma experiência gratificante poder contribuir de alguma maneira, nos sentimos úteis. Juntos somos mais fortes. É o momento de união e solidariedade”, comenta a administradora e voluntária, Maria Cristina Carreira Trevelin.