São Carlos inicia o programa de mapeamento “Testar Para Cuidar” para identificar a prevalência da Covid-19

Esse é o maior levantamento feito no país em número de testagens por habitante e com exames mais precisos do que os aplicados até agora. 5.600 pessoas vão passar pelo diagnóstico

A cidade de São Carlos começa, no dia 11 de junho, o levantamento “TESTAR PARA CUIDAR – PROGRAMA DE MAPEAMENTO DA COVID-19”, uma pesquisa por amostragem que visa identificar a prevalência da doença COVID-19 no município. O programa será realizado pela Santa Casa, Prefeitura de São Carlos, Statsol, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Hospital Universitário (HU-UFSCar) e Unimed São Carlos.

A estratégia do Programa de Mapeamento da COVID-19 consiste em visitar, entrevistar e realizar exames em 5.600 pessoas selecionadas pelos pesquisadores para participarem do levantamento. Essas pessoas receberão uma visita e serão informadas sobre o procedimento do levantamento. Também receberão uma senha com agendamento para a coleta de exame de sangue em um local próximo da sua residência.

As visitas acontecerão na quinta-feira (11/06) e na sexta-feira (12/06), das 8h às 17h. Alunos do curso de Medicina e de outras áreas da saúde da UFSCar e de outras instituições de ensino, integrantes ou não da ação “Brasil Conta Comigo”; profissionais voluntários da área da saúde do HU-UFSCar e Santa Casa farão a visita aos domicílios. Os profissionais envolvidos no levantamento usarão os equipamentos de proteção individual necessários. Importante lembrar que todos estarão devidamente identificados com uniformes.

A coleta do exame de sangue será realizada no sábado (13/06) e domingo (14/06), com apoio da Secretaria Municipal de Educação, em escolas e instituições localizadas em várias regiões, com a participação da equipe da Unimed São Carlos e outros profissionais da saúde. Após a coleta, as amostras serão encaminhadas ao Departamento de Morfologia e Patologia da UFSCar, onde serão feitos os testes sorológicos do tipo Elisa fornecidos pela Prefeitura de São Carlos. Os exames estão sendo adquiridos por meio do Pregão Eletrônico nº 036/20, com recursos de fonte 05 (Federal) para combate a COVID-19. O teste vai identificar se a pessoa já teve ou não o coronavírus.

Durante a visita, se o profissional identificar que o morador está com algum sintoma de Síndrome Gripal fará o encaminhamento dessa pessoa para a Unidade de Saúde mais próxima. Dependendo da gravidade dos sintomas, o encaminhamento será para o Hospital Universitário (HU-UFSCar). No caso de resultado positivo sem sintomas, a pessoa será direcionada para uma avaliação médica. Os resultados de exames negativos serão encaminhados por e-mail.

Este será o maior mapeamento de COVID-19 do Brasil em número de entrevistas por habitante e o mais preciso devido ao uso dos testes sorológicos tipo Elisa. A Universidade Federal de Pelotas, por exemplo, pesquisou mais de 33 mil pessoas, de 133 cidades, uma média apenas 250 entrevistas por município. A metodologia da pesquisa, o cálculo das amostras, bem como a seleção das residências foi elaborada pela Statsol, Consultoria Estatística e Pesquisa de Mercado, sob a coordenação do Prof. Dr. Jorge Oishi, que também será o responsável pela análise das informações levantadas. “A iniciativa surgiu no Comitê Independente de Enfrentamento à COVID-19 (COMIND-19), ligado ao movimento suprapartidário Move Sanca, que tem feito ações e elaborado estratégias para o enfrentamento do Coronavírus em São Carlos”, conta.

Segundo ele, além de mapear como e onde estão concentrados os casos de COVID-19, a ideia é identificar com que velocidade a doença está se propagando. “Todas as estatísticas que temos até agora foram feitas com base nos atendimentos nas unidades de saúde. Mas sabemos que a imensa maioria dos infectados não procurou por atendimento e continua disseminando a doença. Com o Mapeamento COVID-19, nós vamos entrevistar os moradores em 4 etapas, com intervalo de 15 dias entre uma etapa e outra. Com isso, vamos conseguir mensurar com que velocidade o número de casos está aumentando”, explica o professor.

O “TESTAR PARA CUIDAR – PROGRAMA DE MAPEAMENTO DA COVID-19” ainda conta com a colaboração do São Francisco, Clara Resorts, Dr. Tips e Centro de Diagnóstico e Pesquisa em Biologia Molecular Ivo Ricci.

Serviço:
Visita domiciliar
Quinta-feira (11/06) e Sexta-feira (12/06)
Horário: 8h às 17h
Coleta do exame de sangue
Sábado (12/06) e Domingo (13/06)
Horário: 8h às 17h