São Carlos já aplicou mais de 600 mil doses de vacina contra a COVID-19

Mesmo com o índice de 86,12% de pessoas imunizadas com as duas doses, o município contabiliza 67.628 faltosos. De acordo com o relatório analítico de faltosos do Vacivida, a cidade registrou nesta segunda-feira (04/04), 12.482 pessoas sem a segunda dose da vacina contra a COVID-19 e 55.146 que ainda não tomaram a dose de reforço.

Faltosos:12.482 pessoas ainda não voltaram para receber a 2ª dose e 55.146 não tomaram a dose de reforço

O Departamento de Vigilância em Saúde confirmou nesta segunda-feira (04/04) que já foram aplicadas 602.862 doses das vacinas contra a COVID-19, sendo 240.360 referentes a 1ª dose, o que corresponde a 94,44% da população em geral e 219.174 referentes a 2ª dose, o que representa 86,12% da população. 144.537 pessoas também já receberam a dose de reforço o que corresponde a 56,79% da população em geral.


Mesmo com o índice de 86,12% de pessoas imunizadas com as duas doses, o município contabiliza 67.628 faltosos. De acordo com o relatório analítico de faltosos do Vacivida, a cidade registrou nesta segunda-feira (04/04), 12.482 pessoas sem a segunda dose da vacina contra a COVID-19 e 55.146 que ainda não tomaram a dose de reforço.


Das 12.482 que ainda não completaram a imunização com a segunda dose, 1.510 deixaram de tomar a segunda dose da AstraZeneca, 6.046 da Coronavac e 3.563 da Pfizer. Os jovens com 18 anos estão entre os mais faltosos somando 6.801 pessoas sem a segunda dose, seguido por 1.909 pessoas na faixa etária entre 20 e 29 anos e 1.335 pessoas entre 30 e 39 anos.


Já das 55.146 pessoas ainda não compareceram aos postos de vacinação para receber a dose de reforço (terceira dose), 17.969 são pessoas que receberam as duas primeiras doses da AstraZeneca, 22.117 da Coronavac, 13.035 da Pfizer e 2.025 receberam uma dose da Janssen. 15.169 pessoas da faixa etária entre 20 e 29 anos ainda não receberam a dose de reforço, seguidas por 13.293 de 30 a 39 anos e de 40 a 49 anos ainda faltam 10.858 pessoas. Os idosos (60 anos ou mais) somam 5.914 pessoas sem a terceira dose.