São Carlos para jovens: lazer ou só copos e copos de bebida?

Rachadura na pista

Há diversos fatores que contemplam o conceito de qualidade de vida, podemos citar como exemplos: saúde, segurança, educação, saneamento básico e outros tantos. Um dos pontos que fazem parte desse conceito são os investimentos em cultura e lazer.

Em momento de tantos retrocessos, há quem veja investimentos em cultura e lazer como um dinheiro desperdiçado. Há outros que consideram como gastos desnecessários, afinal, temos outros problemas maiores. Mas, qual a real importância de tais investimentos e no que isso influência em nossas vidas?

São Carlos é uma cidade onde as políticas públicas para esse segmento são praticamente inexistentes aos olhos dos munícipes, mas que se tornam perceptíveis quando vemos a Pista de Skate do Santa Felícia carente de reformas, o Bicão abandonado até pela iniciativa privada, o Kartódromo necessitando de reparos e outras das poucas áreas públicas totalmente abandonadas ou mal aproveitadas.

E no que isso influência os jovens?

O tédio se tornou comum nos finais de semana em terras São-Carlenses, há diversas opções de gastronomia e bares, isso é inegável. Mas há uma grande ausência do poder público em promover lazer e cultura para os jovens, podendo ser desde eventos (impossibilitados pela pandemia) como também oficinas para aprendizados musicais, esportivos e culturais.

Com isso, vemos uma geração sem acesso à cultura que observa sua diversão apenas em copos e mais copos de bebida, vemos famílias sem ter aonde passear com seus filhos e animais de estimação nos finais de semana e uma cidade que perde futuros profissionais que decidem ir embora em busca de uma melhor condição de vida.

Como jovem penso que é necessário que o poder público promova atividades e espaços onde a população se sinta acolhida e que promova cultura, lazer, esporte e cidadania a todos, bem como que os lugares já existentes tenham o funcionamento e atenção adequada.

Um ponto de salvação no meio disso tudo é o SESC e os museus que funcionam nessa cidade e que também infelizmente não tem a valorização de uma população desde cedo acostumada a viver sem acesso à cultura. Portanto é importante que haja investimentos e que toda esse contexto mude em todos os sentidos.

Por Roberti Rafael

Um exemplo de equipamento público mal cuidado é a pista de skate do Santa Felícia. Veja a galeria de imagens de Maurício Duch: