São Carlos recebe mais 3,1 mil doses da vacina ASTRAZENECA/OXFORD

Servidor da Fiocruz prepara vacina de Oxford/AstraZeneca para a primeira aplicação no Brasil/Tomaz Silva

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde, comunica que receberá nesta sexta-feira (26/02) mais 3.150 doses da vacina ASTRAZENECA/OXFORD para continuar a imunização contra a COVID-19 no município.
A nova remessa da vacina será retirada a partir das 12h no Departamento Regional de Saúde de Araraquara (DRS III). Essa é a segunda remessa que São Carlos recebe da ASTRAZENECA/OXFORD. O primeiro lote desse laboratório chegou com 3.050 doses. Do Butantan o município já recebeu 3 remessas da CORONVAC, sendo 3.960 na primeira, 4.200 na segunda e mais 5.719 doses na terceira grade. Com mais essa remessa o município contabiliza 20.079 doses da vacina contra a COVID-19.


De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde, Crislaine Mestre, a partir da próxima semana terá início a vacinação de idosos de 80 a 84 anos. “Nessa faixa etária esperamos vacinar 3.745 idosos em São Carlos. Com as doses que vamos receber teremos imunizante para vacinar 78% desse grupo, porém esperamos receber novas remessas antes de finalizar esse percentual”, explica Crislaine Mestre.


A vacinação dos idosos continuará sendo realizada nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), nas Unidades de Saúde da Família (USF’s) para idosos cadastrados no programa de saúde da família e no posto volante com sistema drive thru na Fundação Educacional São Carlos (FESC), na Vila Nery. O horário será das 9h às 14h.


Para ser imunizado o idoso precisa fazer o pré-cadastro no site https://www.vacinaja.sp.gov.br/ e entregar impresso na hora da vacinação, além de apresentar um documento com foto e CPF.


A Prefeitura de São Carlos informa que já imunizou 15.455 pessoas até esta quinta-feira (25/02), sendo 11.747 profissionais da saúde (8.431 receberam 1ª dose e 3.316 as duas doses) e 3.708 idosos com 90 anos ou mais e de 89 a 85 anos.
Para imunizar todas as pessoas que fazem parte do grupo prioritário com a primeira dose, o que inclui profissionais da saúde e idosos de 90 anos ou mais até a faixa etária dos 60 anos, a cidade precisa no total de 43 mil doses da vacina contra a COVID-19.