São Carlos registra quarto mortes no fim de semana

O final de semana em São Carlos foi marcado por acontecimentos tristes. No total, foram quatro mortes registradas na cidade. A primeira delas ocorreu no bairro Eduardo Abdelnur quando um desentendimento entre cunhados terminou com um homem morto a tiros. O caso aconteceu no sábado, 14, na rua Cabo Heverton Cezar dos Santos. A vítima Carlos Augusto Teixeira dos Santos, 34 anos, que era repositor morreu com tiros no abdômen. O principal suspeito do crime, seu próprio cunhado está desaparecido e é procurado pela polícia. A arma do crime foi encontrada dentro de um carro parado em frente da moradia. A vítima chegou a ser socorrida por populares, mas morreu na Santa Casa.

Um homem entrou numa padaria no sábado, 14, por volta das 19 horas na rua dr. Viriato Fernandes Nunes e tinha ferimentos na testa e gesticulava. Neste momento, ele caiu, o Samu foi acionado, mas quando a equipe chegou o rapaz havia morrido. O homem, Eliezer Silva, 34 anos, foi identificado pela esposa. Ele era trabalhador e atuava como pedreiro. A causa de sua morte será investigada.

Um estudante de 22 anos do curso de Química da UNESP de Araraquara morreu no fim de semana. Iago Padial foi encontrado morto dentro do banheiro de uma casa onde ocorria uma festa no Jardim Paulistano em São Carlos. O rapaz que era de SP foi ao banheiro e segundo uma testemunha demorava muito para voltar. Diante disso, foi verificado o que tinha acontecido com o jovem e no banheiro o mesmo foi encontrado caído. O Samu foi acionado e quando chegou no local pode apenas constatar a morte. O corpo de universitário foi para o IML de São Carlos e depois deverá ser sepultado na capital paulista. As causas da morte serão apuradas.

O atropelamento de um pedestre ocorreu em São Carlos no sábado, 14, por volta das 21h15. O caso se deu na avenida São Carlos com a Antonio Blanco. Um motociclista de 21 anos vinha no sentido do cemitério para o Centro da cidade quando um homem de aproximadamente 70 anos entrou na frente do seu veículo. O jovem disse que foi impossível desviar ou brecar. A vítima foi atingida e levada para a Santa Casa pelo Samu, porém não resistiu aos ferimentos e morreu. O homem aparentava ser morador de rua e não tinha documentos. Seu corpo foi para o IML.