São Carlos tem alta possibilidade de ter pancadas de chuva nesta quinta

Cratera na Episcopal

É alta a possibilidade de chuvas nesta quinta, 18, em São Carlos, segundo informou o boletim meteorológico do IPMet de Bauru. As chances de novas pancadas na cidade são de pelo menos 60%. Na vizinha Ribeirão Preto, por exemplo, as possibilidades de chuva forte também existem.

Segundo a Defesa Civil de São Carlos, as chuvas que caíram na cidade nas últimas 48 horas foram de 63,4 mm, sendo que a média dos últimos dez anos é de 135,13. Porém, somente até este dia 18, o total de chuvas no município foi de 288,8 mm, bem acima da média histórica.

As baixas pressões no interior do continente e a aproximação de uma nova frente fria, mantêm a condição de instabilidade no estado de São Paulo, ocasionando muita nebulosidade e ocorrências de chuvas, que poderão ser de forte intensidade e acompanhadas por descargas elétricas, principalmente nos períodos da tarde e noite.

Danos

A chuva da madrugada desta quarta-feira (17), trouxe problemas para a cidade. O volume de chuva foi muito grande e concentrado, choveu 62 mm em 50 minutos, causando alagamentos, rompimento de galerias, erosões, entre outros problemas. Durante todo o dia, equipes da Secretaria de Serviços Públicos, SAAE e Defesa Civil trabalharam para a manutenção e reparo dos serviços.

 

A ocorrência mais grave foi na rua Episcopal quase esquina com a rua Bento Carlos. No local, na chuva da semana passada, a galeria de água pluvial havia rompido e o asfalto ainda não tinha sido refeito por causa da chuva. Com o volume e a força da água, a galeria rompeu novamente.

 

“Vamos trocar 4,5 metros de tubulação. Já tínhamos feito o conserto na semana passada, mas a força da água destruiu parte do concreto. Também iniciaremos um estudo emergencial para avaliação dessa região. Os tubos são muito antigos e em alguns trechos há necessidade de troca”, afirmou Mariel Olmo, secretário de Serviços Públicos.

 

Na região do Córrego Mineirinho, a água transbordou causando transtornos aos motoristas ao longo da Marginal e rotatória do Cristo. A Secretaria de Serviços Públicos fez a limpeza do local. Na Travessa 8, algumas pedras do muro ao lado do pontilhão da FEPASA cederam e a calçada foi interditada para passagem de pedestres. Uma pequena erosão abriu próximo a ponte da Água Fria. O local está sinalizado, mas não há risco para os moradores.

 

A Defesa Civil está em alerta. “Por causa da primavera mais chuvosa, já superamos a média de chuva dos últimos 10 anos, antecipamos a execução do Plano de Contingência para Emergências de Verão. Há previsão de mais chuva para os próximos dias, sempre rápidas e isoladas, é preciso atenção”, afirmou Pedro Caballero, diretor da Defesa Civil.