São Carlos vive o pior momento da pandemia

Infelizmente, o coronavírus continua avançando em São Carlos. Isso está deixando o Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus preocupado com o avanço da

Covid-19 registrado nos últimos dias, e também pela falta de leitos nos hospitais da cidade. Mais do que nunca, não é hora de relaxar. A responsabilidade de se cuidar deve ser de todos.

LUTAMOS POR NÓS E POR OUTRAS CIDADES

O momento é alarmante não só nos hospitais da cidade como em todos os hospitais da região, sendo que muitas cidades já foram rebaixadas para a fase vermelha por não terem mais onde colocar seus infectados pelo coronavírus. Como se não bastasse, além dos pacientes infectados pela doença aqui em São Carlos, o município também recebe os doentes das cidades de Ibaté, Descalvado, Porto Ferreira, Dourado e Ribeirão Bonito, sobrecarregando ainda mais a nossa Santa Casa que possui 18 leitos UTI/SUS adultos e 4 pediátricos, o nosso Hospital Universitário que disponibiliza 10 leitos UTI/SUS e os nossos hospitais particulares que também estão com seus leitos lotados, piorando ainda mais a situação.

A PREFEITURA DE SÃO CARLOS FEZ A SUA PARTE

São Carlos fez a sua parte, foi uma das primeiras cidades a assinar um decreto contra a pandemia em maio do ano passado e manteve por meses bons índices em relação à doença. Hoje, a realidade é bem diferente. Demos um passo para trás. Para se ter uma ideia da gravidade, no dia 02 de janeiro deste ano o município registrava 6.179 casos positivos da doença, após 26 dias esse número saltou para 8.397, um aumento de 2.218 casos. Nesse mesmo período, 23 mortes foram registradas por Covid-19, passando de 74 óbitos para 97. É muita coisa em tão pouco tempo.

Por conta dos números assustadores da Covid-19, com registros de até 3 mortes em um único dia, e por não ter mais para onde ir devido à superlotação dos hospitais, a Prefeitura está fazendo sua parte. A redução do expediente nas esferas administrativas e o alerta constante na transparência dos números da doença são mais que um aviso para não tomar medidas mais drásticas do que pede o Plano São Paulo e o município implantar, por conta própria, mais um decreto municipal, o tão temido lockdown. Novamente, a situação é bastante grave.

PRESERVAR VIDAS É UMA RESPONSABILIDADE NOSSA

Uma volta, por mais inocente, pode ser um caminho sem volta. É hora de conscientização, não de relaxamento. São Carlos não pode retroceder ainda mais. Pense bem. A responsabilidade é de todos nós. Os cuidados devem prevalecer ao que estabelecem os decretos contra a doença, pois a doença que matava lá na China, depois na Europa, aqui no Brasil, em nosso estado e agora em nossa cidade pode entrar pela porta da nossa casa e levar alguém da nossa família. Isso não pode acontecer. Vamos nos cuidar e cuidar de quem a gente ama.