Secretário de Segurança diz que informação sobre ataques foi passada às polícias em São Carlos

Paço Municipal em São Carlos/Maurício Duch

O secretário de Segurança Pública da Prefeitura de São Carlos, Samir Gardini, disse nesta quarta, 2, que o áudio gravado por ele sobre eventuais ataques que poderiam ser desencadeados por bandidos à São Carlos foram informações que chegaram ao seu Centro Operacional. “É uma informação esparsa, que carece de profundidade, por isso foi divulgada no sentido de se criar uma prevenção e mostrar que temos um sistema de monitoramento favorável numa situação dessas”, disse.

Questionado se a cidade poderia ser atacada ele disse que sim, mas afirmou que foram realizados contatos com o comando da PM em São Carlos e também da Polícia Civil. “Essas informações estão nas mãos deles que deverão trabalhar para verificar se há indício e qual a profundidade do caso, não há conflito entre o comando das polícias e a nossa secretaria, deixo claro que o caso está sendo averiguado e não houve questionamento”, finalizou.