Semana do Brasil no comércio começa nesta quinta-feira

Tem início nesta quinta-feira, 03, e vai até o dia 13 de setembro, a ‘Semana do Brasil’. O evento foi criado no ano passado pelo governo Bolsonaro e segue os moldes da Black Friday, a mais tradicional data de compras dos Estados Unidos.

 

A ACISC (Associação Comercial e Industrial de São Carlos) apoia a Semana que representa a oportunidade para estimular a retomada e a geração de empregos, e tem tudo para consolidar a recuperação do comércio.

 

O presidente da entidade, José Fernando Domingues, afirma que a ‘Semana do Brasil’, certamente, vai impulsionar as vendas neste período, ajudando os comerciantes a melhorarem as vendas. “A previsão da Facesp [Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo] é que tenhamos um aumento entre 10% e 15% em relação ao mês anterior, nas vendas. Embora seja uma previsão abaixo do que gostaríamos, essa previsão já nos deixaria satisfeitos”, afirmou Zelão. “Que a Semana do Brasil possa estimular a retomada do comércio e a geração de empregos no setor por conta do aumento previsto no movimento das lojas”, complementa.

 

Para ajudar os comerciantes, a ACISC disponibilizou peças publicitárias para comunicação visual da campanha, que estão à disposição no site da entidade (www.acisc.com.br). “Nosso Departamento de Marketing elaborou essas peças publicitárias, para que nossos comerciantes baixem em nosso site, coloquem o logotipo das suas empresas, imprimam e fixem em seus estabelecimentos comerciais”, explicou. “Vale lembrar que os comerciantes que quiserem, também poderão decorar suas lojas com as cores verde e amarela, alusivas à Semana do Brasil, por conta própria”, completou.

 

Além do material que pode ser impresso, a ACISC disponibiliza peças digitais para serem utilizadas nas redes sociais (Facebook, Instagram e outras), as quais também podem ser baixadas no site da entidade.

 

O slogan da campanha de 2020 é “Todos juntos com segurança pela reconquista e o emprego”, e a iniciativa foi pensada para ser a primeira data comemorativa da varejadura após a reabertura do comércio, que sofre restrições desde março.