Setembro Amarelo: Prefeitura promove capacitação de servidores para atendimento

Capacitação é fundamental para evitar casos de suicídio

 

O suicídio está entre as 20 principais causas de morte em todo o mundo. Segundo o relatório Suicídio no Mundo – Estimativas Mundiais de Saúde (Suicide in the world – Global Health Estimates, em inglês), o suicídio é um grave problema de saúde pública global e há mais mortes causadas por suicídio do que por malária, câncer de mama, guerra e homicídio.

Para mudar essa realidade, desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, em parceria com o Conselho Federal de Medicina – CFM, organiza nacionalmente o Setembro Amarelo. A ação visa prevenir e reduzir o número de casos de suicídios.

A prevenção é apontada pelo Ministério da Saúde como a principal ação para diminuir os casos. Além de estar atento aos sinais de alerta é necessário capacitar profissionais para esse atendimento. “É necessário desenvolver nos profissionais da rede habilidades relacionadas à escuta, prevenção, proteção e amparo as pessoas que passam por um momento de vulnerabilidade psicológica”, disse Thiago Luiz Campione Barboza, chefe de Seção de Saúde Metal.

Diante desse cenário, a Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria de Gestão de Pessoas, com apoio do Fundo Social de Solidariedade, realizou o “Treinamento de abordagem técnica a tentativa de suicídio”, ministrado pelo Corpo de Bombeiros de São Carlos. A capacitação foi voltada para os servidores da saúde, guardas municipais e agentes de trânsito, profissionais que geralmente chegam primeiro nas ocorrências de tentativas de suicídios.

Oitenta servidores participaram da formação que incluiu uma simulação prática. “Desde 2017, a Secretaria de Gestão de Pessoas está trabalhando com ações efetivas para que o servidor da Prefeitura possa lidar com situações de tentativas de suicídios. Esse ano reunimos os servidores que tem o primeiro contato com a pessoa que está tentando tirar sua vida. Saber o que fazer nesse momento é fundamental”, disse a secretária de Gestão de Pessoas, Helena Antunes.

A proposta da capacitação surgiu da iniciativa do 2º Sargento do Corpo de Bombeiros, Helder Poletti. Ele fez um curso de capacitação e percebeu que o município não tinha profissionais atualizados para a realização desse primeiro contato e procurou o Fundo Social de Solidariedade. “Nós percebemos que o primeiro contato realizado com o tentante não estava adequado e esse primeiro contato é fundamental para o êxito da ocorrência”, contou Helder Poletti, 2º Sargento da PM, comandante de prontidão do Corpo de Bombeiros de São Carlos.

O método usado em São Carlos foi criado pelo Corpo de Bombeiros de São Paulo e hoje é referência em atendimentos de suicídio. “A tentativa de suicídio é um problema de saúde metal e pessoa deve ser tratada tem como se fosse uma vítima de mal súbito ou acidente de trânsito”, explicou Poletti.

Para o Tenente João Paulo Laso, comandante do Corpo de Bombeiros de São Carlos, a qualificação do primeiro contato vai auxiliar no atendimento como um todo. “O treinamento possibilita que o primeiro contato com uma pessoa em tentativa de suicídio tenha uma maior qualidade e quando o bombeiro chegar, nós teremos um panorama um pouco mais seguro para atuar”, informou Laso.

A presidente do Fundo Social, Lucinha Garcia Ferreira, avaliou o êxito da capacitação. “Foi uma excelente oportunidade para trabalhar o Setembro Amarelo com uma ação efetiva, capacitamos mais profissionais no cuidado com a pessoa que está na iminência do suicídio”, disse ela.