Sindicato luta para evitar demissões na Electrolux em São Carlos

Electrolux em São Carlos

A Direção do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté, realizou reunião junto a empresa Electrolux, planta São Carlos e discutiu medidas para a manutenção dos empregos.  As reivindicações ocorreram após intensa luta realizada em Plenária, no dia 20 de março.

Entre a proposta construída em mesa de negociação, pelo Sindicato e Empresa, consta a implementação do LAY-OFF, que é a suspensão do contrato de trabalho, com estabilidade, benefícios e a PLR/2022.

Com isso, o Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté vem no presente momento convocar todas as trabalhadoras e trabalhadores na Electrolux, para a assembleia deliberativa que será realizada no dia 03 de abril, domingo, às 10 horas, no Clube de Campo, no Santa Felícia (Rua Luiz Procópio de Araújo Ferraz, nº 1001).

Para o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté, Vanderlei Strano, o mais importante neste momento, é garantir os empregos. “Nós, do Sindicato e CSE (Comitê Sindical de Empresa) na Electrolux, prezamos pela preservação dos empregos, sendo assim, depois de muita mobilização conseguimos construir junto a empresa uma proposta. Por isso, é de extrema importância a participação das trabalhadoras e trabalhadores na assembleia de domingo. Está nas mãos dos trabalhadores a oportunidade de avançar”, destaca o presidente do Sindicato.

Os Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté em outra oportunidade, já utilizaram o LAY-OFF na Electrolux, para garantir os empregos. 

Atualmente a Electrolux tem cerca de 2200 trabalhadores na planta em São Carlos, e são constantes as lutas do Sindicato para garantir os direitos dos trabalhadores.