Temporal deixa rastro de destruição e mortes em Santa Catarina

Destruição em Santa Catarina

Chuvas fortes que atingiram Santa Catarina na madrugada desta quinta-feira, 17, provocaram estragos e deixaram desalojados em municípios do Vale do Itajaí e da Grande Florianópolis. Foram confirmadas pela Defesa Civil estadual sete mortes até o momento, sendo seis em Presidente Getúlio, no Alto Vale do Itajaí, e uma em Ibirama. A Defesa Civil do município de Presidente Getúlio chegou a informar que o número de mortes havia sido de dez pessoas, porém a Defesa Civil estadual confirmou seis óbitos no município até o momento, além de outro em Ibirama. As informações foram divulgadas em boletim oficial da Defesa Civil pouco depois das 10h.

Em Presidente Getúlio, ocorreu uma forte enxurrada provocada por 125 milímetros de chuva em um espaço de apenas seis horas. Em Ibirama, casas foram levadas pela força das águas e abrigos foram abertos para a população.

Equipes da Defesa Civil Estadual, Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) atuam desde a madrugada no resgate e levantamento de perdas. Com os grandes índices pluviométricos o sistema de operação das barragens entrou em funcionamento na madrugada desta quinta-feira. As unidades de Taió e Ituporanga começaram a ser operadas com o fechamento de todas as comportas.

Após reunião com o chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, Aldo Baptista Neto, por volta das 7h30, o governador Carlos Moisés determinou que a Equipe de Força-Tarefa 15 de Rio do Sul apoie os trabalhos dos Bombeiros Voluntários na região. Ele também determinou o deslocamento do helicóptero Arcanjo 03 do CBMSC para atuar nos resgates.Cães de busca também estão em deslocamento para a região

“O momento é de solidariedade com todas as vítimas. Estamos trabalhando desde as primeiras horas e nossas equipes já estão no local para levar auxílio para aqueles que foram atingidos em Santa Catarina. A situação ainda é de cautela com novos temporais, por isso é importante que a população se mantenha atenta aos alertas da Defesa Civil”, afirmou Carlos Moisés.

Por telefone, ele também entrou em contato com os prefeitos de Rio do Sul, José Thomé, e Ibirama, Adriano Poffo, prestando solidariedade e colocando o Estado à disposição. Não foi possível entrar em contato telefônico com o prefeito de Presidente Getúlio porque a cidade está sem energia elétrica e telefonia.

Em Aurora, o rompimento de um lago atingiu algumas casas provocando danos matérias e alagamentos pontuais. Até o momento 15 famílias estão desabrigadas em virtude de cheia causada por um afluente do Itajaí Açu.

Os levantamentos continuam sendo realizados nos municípios atingidos.

O Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP/SC) informou que equipes do Instituto Medico-Legal (IML) já estão sendo deslocadas de outras regiões para o atendimento das vítimas em Presidente Getúlio.

Por enquanto, já estão mobilizadas equipes do IGP de Rio do Sul, Blumenau e Lages. Entre os profissionais envolvidos na ação estão: médicos legistas, auxiliares de Medicina Legal, papiloscopistas e ainda servidores do setor de antropologia para o reconhecimento dos corpos.

Alertas

A Defesa Civil de Santa Catarina emitiu alertas com cerca de 24 horas de antecedência e reforça a importância do cadastro para o recebimento de alertas SMS. Para isso basta enviar uma mensagem de texto SMS para o número 40199 contendo no corpo do texto apenas o Código de Endereçamento Postal (CEP) do local que deseja ser monitorado.

Fonte: Governo de Santa Catarina