UFSCar apresenta condições para retorno presencial de estágios em audiência pública sobre o curso de Medicina


Representantes da Administração Superior da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e do Núcleo Executivo de Vigilância em Saúde (NEVS), vinculado ao projeto Vencendo a Covid-19 de enfrentamento à pandemia na Universidade, participaram na última segunda-feira (12/4) de audiência pública online da Câmara Municipal de São Carlos para debater a inserção do curso de Medicina no Sistema Municipal de Saúde.


A audiência atendeu à solicitação do requerimento nº 459/21, de autoria do vereador Elton Carvalho (Republicanos), que presidiu a sessão. Participaram do debate estudantes e professores do curso de Medicina, representantes da Secretaria Municipal de Saúde, da Vigilância Epidemiológica de São Carlos e demais vereadores.


A Vice-Reitora e Presidente do Conselho Gestor da Pandemia da UFSCar (CGP), Maria de Jesus Dutra dos Reis, falou sobre a criação e ações do Vencendo a Covid-19. Implementado em fevereiro e através de deliberações no Conselho Universitário, o projeto já autorizou e definiu as estratégias para retorno presencial dos estágios obrigatórios dos cursos da área de Saúde (Enfermagem, Fisioterapia, Gerontologia, Medicina, Psicologia, e Terapia Ocupacional); estabeleceu critérios para identificação de atividades essenciais e sua realização presencial de forma segura nos campi; e implementou, no dia 5/4, sistema online para que as diferentes unidades acadêmicas e administrativas possam submeter suas propostas e planos de contingência para a retomadas dessas atividades.


A docente do Departamento de Medicina (DMed) e Assessora de Articulação em Saúde da Reitoria, Carla Betina Andreucci Polido, falou sobre os movimentos feitos junto à Secretaria Municipal de Saúde para que o retorno dos estágios nas unidades de atenção primária, que estão suspensos desde dezembro de 2020, possa ocorrer.


No momento, a UFSCar está com estudantes dos cursos de Saúde em atividades de estágio obrigatório presencial no Hospital Universitário (HU), na Unidade Saúde Escola (USE) e na Santa Casa. Para que os novos estágios nas unidades de atenção primária sejam retomados, é preciso que a Prefeitura Municipal revogue a suspensão em vigor.


Departamentos acadêmicos e coordenações dos cursos de Saúde já estão submetendo ao NEVS seus pedidos para a retomada das atividades de estágio e seus planos de contingência. Com a avaliação e aprovação do NEVS, prevista para ocorrer de forma rápida (uma vez que os pareceres devem ser liberados no prazo de sete dias), as unidades estarão autorizadas, no âmbito da Universidade, a realizar os estágios obrigatórios presenciais nas áreas de Saúde, conforme normativa aprovada pelo Conselho Universitário. Em paralelo, conforme norma dos órgãos municipais de Saúde, eles também precisam enviar as documentações necessárias para a autorização das atividades.


Em sua fala, a Diretora do Departamento de Cuidado Ambulatorial da Secretaria Municipal de Saúde, Denise Braga, destacou o diálogo permanente entre a Secretaria Municipal de Saúde e a UFSCar e a importância da presença dos estudantes e professores de todas as áreas de Saúde e universidades de São Carlos na rede municipal.
Neste sentido, evidenciou que a retomada precisar ser válida para todos os cursos de Saúde e instituições de Ensino Superior, o que é um desafio no momento, uma vez que a pandemia está desde o início do ano no seu momento mais crítico e que, por isso, estão sendo priorizados na rede os atendimentos referentes à Covid-19. Diante disso, ainda não foi sinalizado o prazo para a reinserção das atividades junto à rede municipal de Saúde.


Além disso, Braga destacou a necessidade de vacinação de todos para que a retomada seja possível, o que neste momento não pode ser feito de forma ágil, uma vez que a quantidade de vacinas disponíveis não é a ideal.


No que diz respeito à imunização de professores e estudantes aptos a realizar os estágios, a UFSCar solicitou a inclusão da comunidade universitária no plano municipal de vacinação em ofício enviado à Vigilância Epidemiológica no dia 12/2. A inclusão foi autorizada pela Prefeitura no dia 12/3, quando a UFSCar encaminhou uma lista preparada pelos departamentos e coordenação dos cursos com os respectivos nomes. No dia 20/3, 16 estudantes e professores da UFSCar que já estavam em atividade presencial receberam a vacina.


Conforme deliberado na própria audiência pela Vigilância Epidemiológica, foi realizada no dia seguinte (13/4) a aplicação da primeira dose da vacina a 121 estudantes e docentes que já estão atuando no HU, USE e Santa Casa e aos que podem iniciar seus estágios até o dia 5/5. A UFSCar já enviou à Prefeitura a lista de estágios que se iniciam até agosto, para que as imunizações possam ser realizadas.


Na audiência, os estudantes de Medicina falaram sobre o desejo e expectativa em retornar de forma híbrida todas as atividades práticas do curso desde o primeiro ano. Representantes dos docentes falaram sobre a importância da presença de estudantes e professores na rede para auxiliar nos atendimentos e sobre as movimentações que já estão sendo feitas para submeter os planos de contingência à aprovação do NEVS.


“Entendemos o desejo e expectativa dos estudantes da Medicina, e dos demais cursos, em retomar as atividades práticas, e estamos trabalhando desde o início da gestão para que isso possa ocorrer de forma segura para todos. Avançamos bastante em pouco mais de dois meses do Vencendo a Covid-19, com as áreas já enviando seus planos para a retomada das atividades presenciais”, disse a Vice-Reitora.


“Diante do momento mais crítico da pandemia, precisamos mais do que tudo preservar a vida e contribuir para o seu controle. Para isso, o retorno deve ser muito estruturado e alinhado também com os órgãos municipais de Saúde, para que contribua de forma eficaz e com excelência nos atendimentos à comunidade e na formação dos estudantes”, ressaltou.