UFSCar promove ‘Campanha Acolhimento Legal’ de combate ao trote

Universidade orienta veteranos e ingressantes para ações de integração sem violência

Começa hoje, dia 16 de maio, na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), a Campanha Acolhimento Legal, com o objetivo de incentivar ações de recepção dos estudantes nos quatro campi da Universidade – São Carlos, Sorocaba, Araras e Lagoa do Sino. A Campanha, que ocorre de 16 de maio a 16 de junho, é uma realização da Reitoria, Ouvidoria Geral, Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (ProACE), Secretaria Geral de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade (Saade), Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad) e Coordenadoria de Comunicação Social (CCS).

“Entrar na Universidade é um marco na vida de qualquer pessoa: simboliza uma nova fase, um momento de orgulho e celebração. Essa conquista não pode ser marcada por violência e constrangimento. Sabemos que a interação entre ingressantes e veteranos é fundamental e aguardada por todos, mas isso deve acontecer de forma saudável e acolhedora e estamos reforçando isso com o lançamento da Campanha Acolhimento Legal em que vamos reforçar diversas formas de interação, deixando claro que o trote violento não é legal e é, sobretudo, ilegal, dentro e fora do Campus”, informou a Reitora Ana Beatriz de Oliveira. 

A UFSCar orienta que os veteranos promovam ações de integração e diversão, como: apresentar o Campus para quem está chegando, mostrar como funciona a biblioteca e o Restaurante Universitário (RU), dar dicas sobre o curso e a cidade. É imprescindível que os veteranos respeitem quem não quer participar das atividades organizadas por eles. 

Aos ingressantes, a UFSCar deseja que este momento tão importante de chegada à vida universitária seja festejado e vivido com alegria. E ressalta que o ingressante não tem obrigação nenhuma de seguir qualquer comando de um veterano, principalmente se o comportamento solicitado incomodar, for humilhante ou violento. 

O Pró-Reitor de Assuntos Comunitários e Estudantis, Djalma Ribeiro Júnior, destaca o papel educacional da campanha ao deixar claro quais as formas de violência que podem ocorrer e, principalmente, como as pessoas devem agir caso ocorram. “Na UFSCar incentivamos ações integrativas, baseadas no acolhimento e no respeito, e é isso que queremos evidenciar para a comunidade, principalmente para os estudantes. Para contribuir para a informação sobre o tema, além das ações previstas na campanha, teremos uma palestra específica na Calourada 2022, que terá sua programação divulgada em breve”, adiantou o Pró-Reitor.

Formas de violência

A UFSCar não tolera qualquer tipo de violência e, para combater ações abusivas, é importante saber identificá-las. Algumas formas de violência são: assédio sexual (inclui comentários com apelos sexuais indesejados, cantadas ofensivas, toques sem consentimento); coerção, forçando alguém a realizar qualquer comportamento sob ameaça, como participar de atividades humilhantes – desfiles, uso de placas etc. – ou ingerir substâncias de forma forçada; e assédio moral (humilhação ou ofensa por rejeitar qualquer tipo de proposta, inclusive nas redes sociais).

O que fazer em caso de trote violento dentro ou fora do Campus

Em situações de perigo fora dos campi da UFSCar, disque 190 (Polícia Militar); em situações de emergência médica, disque 192 (SAMU) ou procure um Pronto Atendimento. Em casos de violência sexual, procure atendimento médico especializado para se proteger de infecções sexualmente transmissíveis e evitar gravidez não desejada. Além disso, em qualquer caso de violência, registrar o boletim de ocorrência numa delegacia é imprescindível. 

Caso o trote violento ocorra dentro do Campus, realize os procedimentos anteriores e faça uma denúncia para a Ouvidoria da UFSCar pelos seguintes canais:

– Sistema e-Ouv, disponível em www.ouvidoria.ufscar.br, na aba “Sistema Fala.BR”;

– Pelo telefone (16) 3306-6571;

– Pelo e-mail ouvidoria@ufscar.br;

– Pessoalmente, no Anexo da Reitoria (área Norte do Campus São Carlos).

Para saber mais e obter as informações atualizadas sobre a Campanha Acolhimento Legal da UFSCar, acompanhe as redes sociais da Universidade: Twitter (@ufscaroficial), Facebook (fb.com/ufscaroficial) e Instagram (@ufscaroficial).