UFSCar restringe acesso ao fragmento do Cerrado durante a pandemia

Cerrado está com acesso restrito de pessoas e animais de estimação (Foto: Trilha da Natureza/UFSCar)

A Reitoria da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) publicou uma Portaria restringindo o acesso ao fragmento de Cerrado que faz parte do campus universitário em São Carlos. O documento é fruto de uma solicitação da equipe da Secretaria Geral de Gestão Ambiental e Sustentabilidade (SGAS) da Universidade, que tem sido informada e observado uma grande movimentação de pessoas e animais de estimação na área. Agora, a entrada será permitida apenas a pesquisadores, servidores e estudantes envolvidos em atividades essenciais de trabalho e pesquisa. A Portaria GR 4.441 (https://bit.ly/3hhmrxp), de caráter emergencial, também dá respaldo aos vigilantes quanto a ações de fiscalização.

 

Além da publicação da Portaria nos canais oficiais da UFSCar, cópias do documento serão impressas e afixadas próximas aos portões de acesso ao Cerrado. O novo documento reforça uma recomendação anterior, da Portaria GR 4.380 (https://bit.ly/2zpH2ic), expedida no início da pandemia de Covid-19 e ainda vigente, sobre a suspensão das atividades presenciais na UFSCar, e que recomenda que a comunidade evite as visitas ao Cerrado ou a outras áreas naturais.

“Houve uma diminuição significativa da circulação de pessoas na área logo no início da pandemia, mas [as visitas] nunca foram totalmente interrompidas”, afirma Liane Biehl Printes, bióloga e Chefe do Departamento de Apoio à Educação Ambiental (DeAEA) da SGAS. Segundo ela, nas últimas semanas, mesmo com o aumento de casos de Covid-19, foi notado um aumento gradual dessa circulação. “Inclusive tivemos relatos de pessoas adentrando o Cerrado na companhia de cães. Placas com informação vedando a entrada de cães na área já estão instaladas nas vias de acesso há pelo menos dois anos”, reforça a bióloga.

Para agravar a situação, Printes conta que recentemente houve corte de canaviais na região, o que levou a um crescimento no número de animais silvestres no fragmento de Cerrado da UFSCar. “Essa situação aumenta as chances de encontros entre pessoas e esses animais que podem estar assustados e, em um processo natural de defesa, algum acidente pode ocorrer”, diz ela. Entre os animais silvestres, o fragmento de Cerrado da UFSCar costuma ser abrigo de onça parda, lobo-guará e de várias espécies de serpentes como cascavel, coral, jararaca, entre outras.

Além das chances de acidentes, há a preocupação em relação a uma possível transmissão cruzada da Covid-19 entre humanos e animais (silvestres e domésticos). “Apesar de ainda não estar clara a forma como esta transmissão poderia ocorrer em ambientes naturais, estudos em laboratório indicam essa possibilidade. Já foram registrados e noticiados casos de contaminação por SARS-CoV-2 em felinos, tanto silvestres quanto domésticos”, afirma a bióloga.

Orientações
Entidades governamentais e não governamentais de proteção à vida silvestre, nacionais e internacionais, como o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) e a Comissão para a Sobrevivência de Espécies (SSC), já orientavam, no início da pandemia, a suspensão das atividades de turismo, pesquisa ou as práticas de lazer que envolvam a visitação em áreas naturais.

Paralelamente, o Protocolo do Cerrado da UFSCar, elaborado em 2018, a partir de um workshop realizado pela SGAS, com a participação da comunidade, oferece todas as diretrizes para a conservação do bioma. Entre elas, estão a orientação para controle do acesso a diferentes zonas dentro da área conservada. “Este documento está em vias de ser sancionado pela Reitoria e, a partir daí, será a base para este controle”, completa Printes.

Mais informações
No sentido de esclarecer toda a comunidade sobre a importância e os cuidados com o fragmento do Cerrado, incluindo o acesso restrito durante a pandemia de Covid-19, o projeto Visitas Orientadas à Trilha da Natureza da UFSCar tem promovido uma série de lives. Os encontros virtuais são abertos ao público e acontecem sempre às quintas-feiras, às 19 horas, ao vivo na página do Facebook (facebook.com/TrilhaDaNaturezaUfscar) e pelo canal do Youtube (https://bit.ly/2AlTdNo) do “Trilha da Natureza”.
Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail do DeAEA (deaea@ufscar.br) ou pelo telefone (16) 3306-6462.