[ÚLTIMA HORA] Sem anestésicos, Santa Casa pode não mais receber novos pacientes na UTI Covid

Sem condições de novos pacientes

A Santa Casa de São Carlos pode suspender a admissão de novos pacientes na UTI COVID do hospital. A decisão foi tomada em função da falta de medicamentos e de profissionais de saúde.

O estoque de anestésicos é suficiente apenas para os próximos dois dias. “O Governo Federal confiscou e centralizou a distribuição dos medicamentos produzidos pelos principais fabricantes do país. Com isso, a quantidade prevista para suprir a demanda desta semana ainda está incerta, porque não fomos até agora informados formalmente pelo Ministério da Saúde”, explica o infectologista e diretor técnico da Santa Casa, Vitor Marim.

Para agravar a situação, 24 profissionais de saúde – sendo 2 enfermeiros e 22 técnicos de enfermagem – pediram demissão do hospital nesta quarta-feira (24). “Todos nós, profissionais de saúde, estamos esgotados diante da pandemia que só tem se agravado com o passar dos meses. Nós já trabalhávamos com um déficit de profissionais e agora, com essas demissões, corremos o risco de não mais manter os atendimentos e a operação dos leitos de UTI, Enfermaria e de Cuidados Intermediários, direcionados para pacientes COVID”, afirma o diretor técnico da Santa Casa.

A Santa Casa está notificando a Secretaria Municipal de Saúde, a Câmara de Vereadores, o Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus, o Departamento Regional de Saúde de Araraquara (do qual São Carlos faz parte), o Governo do Estado de São Paulo, o Ministério Público Estadual e o Ministério Público Federal sobre a falta dos anestésicos e sobre a possibilidade de suspender novas admissões nas unidades COVID.