[ÚLTIMA HORA] Veja as possíveis recomendações da Prefeitura para a reabertura de parte do comércio no dia 27

Comércio fechado no Centro/Foto: Rogério Gianlorenzo

A reportagem apurou como devem ser as recomendações da Prefeitura de São Carlos para que parte do comércio da cidade volte a funcionar em meio à pandemia de Coronavírus que assola o planeta. Segundo fontes, a reabertura de parte das atividades deverá ser em 27 de abril. Por isso, a municipalidade está adotando um protocolo como uma série de recomendações para esses setores.

Descobrimos que farmácias, drogarias (incluindo as de manipulação), distribuidoras de insumos, supermercados, lotéricas, postos de combustíveis e industrias serão obrigados a adotar medidas para evitar aglomerações de pessoas dentro e fora dos prédios, bem como filas, além de enaltecer a importância do serviço on-line e de entregas.

Nos mercados, deverão ser admitidos um cliente a cada quatro metros quadrados de área livre do imóvel, sendo cinco pessoas por corredor, sendo que haverá controle de entrada. O mercado também será responsável por evitar filas na parte externa e no seu estacionamento, podendo também controlar a entrada destes locais. O objetivo é combater a aglomeração de pessoas.

Indústrias e lojas

No caso das indústrias, elas podem até adotar o rodízio de funcionários de acordo com a recomendação e estudar formas legais para a diminuição dos colaboradores em suas dependências e isso pode acontecer em conjunto com os sindicatos, bem como estimular o home office e oferecer condições de higiene e alimentação adequadas para os funcionários (com distância padrão). Estes locais serão fiscalizados pela Vigilância Sanitária.

As lojas de conveniência não permitirão consumo interno e controlarão acesso de um cliente por vez, ou então, um cliente para cada 25 metros quadrados. Lojas como materiais de construção, tintas, material hidráulico, auto-elétrico, mecânicas e bicicletarias, banho e tosa, lava-rápidos, poderão funcionar com os serviços essenciais de portas fechadas ou com espaço reduzido mediante agendamento e atendimento de uma pessoa por vez. Entretanto, salões de beleza e cabeleireiros não deverão reabrir, mas poderão atender na casa do interessado. Correspondentes bancários também permanecerão fechados, já lojas de comércio de som e alarmes poderão trabalhar realizar socorro, funcionar com portas fechadas ou espaço reduzido respeitando a legislação.

Traillers, food trucks e comércio de bebidas poderão trabalhar, desde que seja no sistema delivery, o consumo no local continuará proibido. As bancas de jornais, com as proteções sanitárias, deverão pode voltar a funcionar.  O mesmo se aplica a bares, lanchonetes, padarias e restaurantes localizados no interior de postos de combustíveis que poderão atender ao público pelo delivery.

Escritórios de advocacia, contabilidade e imobiliárias, poderão atender apenas clientes em específico ou seja, não poderão abrir as portas ao público. Sempre respeitando a quantidade mínima e rodizio de funcionários com distanciamento obrigatório, uso de máscaras, álcool em gel e agendado uma pessoa por vez.