Um pai de família esfaqueado

Podemos dizer que o episódio de hoje onde um Policial Militar foi esfaqueado no Pacaembu é mais um de violência de uma cidade de porte médio para grande como São Carlos, não é? Errado, temos que ficar muito assustados e indignados com o que aconteceu nesta terça-feira, 10, e vitimou um pai de família que independente de ser policial ou exercer qualquer outra profissão, neste momento está lutando por sua vida no hospital. O episódio atinge em cheio todas as pessoas da cidade justamente porque aconteceu num lugar comum que é passagem de todas as pessoas, ou seja, num posto de gasolina.

Quem tem carro normalmente vai ao posto despreocupado fazer o abastecimento, chega para seu carro, pede o serviço e hoje em dia fica no carro mexendo no celular ou então conversando com alguém, nunca imaginamos que poderemos ser vítimas da insensatez de alguém e terminarmos precisando ficar no hospital aos cuidados dos médicos justamente porque somos mais um número para a estatística de violência que corrói o Estado de São Paulo e o Brasil. Mas infelizmente, a violência está aí em qualquer lugar….

Infelizmente, vendo o quadro de violência que impera em nossa sociedade só é possível dizer que estamos perdendo para o crime, porque os governantes não estão preocupados em oferecer educação de qualidade (a única saída para educar as pessoas e retirá-las do crime) para as pessoas que estão buscando uma oportunidade. A polícia faz seu trabalho, prende, prende e prende os delinquentes, mas em muitos casos eles acabam soltos e voltam a aterrorizar a sociedade. Falta para o Brasil políticos de visão que trabalhem pensando que educar e implantar bons valores nas pessoas é justamente a chave para o futuro, hoje ninguém tem essa visão, ficam apenas nos discursos e nas ações de marketing que não servem para nada.

O esfaqueamento do Policial Militar ocorrido hoje no Pacaembu é uma prova de que a violência está em qualquer bairro, este ato lamentável poderia ter acontecido no Centro, na Vila São José, no Castelo Branco ou no Cidade Aracy, não importa, a violência está impregnada em todos os cantos porque a sociedade está atônita e parece derrotada diante da expansão crescente da criminalidade e do tráfico de drogas.

Um amigo disse a este editor na manhã desta terça que a casa do seu vizinho no Cruzeiro do Sul foi invadida e que bandidos entraram no seu carro e por pouco não levaram o som, ou seja, invadiram o perímetro de um imóvel, entraram no carro e depois fugiram fazendo barulho e destruindo o que viam pela frente. Assaltos foram registrados em supermercados, filhos batendo em mães e um quadro triste que mostra que a sociedade vai muito além do mundo bonito das novelas e também das propagandas.

É preciso que nos mobilizemos e intensifiquemos os trabalhos sociais e cobremos duramente os políticos para que as forças de segurança tenham melhores condições de trabalho, mas que também exista um investimento maciço em educação para que a juventude tenha uma alternativa concreta de vida, justamente para que essas manchetes medonhas que vemos atualmente e com frequência não voltem a se repetir.

Força para a família do Barbosa!