Vereador Azuaite defende criação de comitê municipal de combate à fome

Vereador Azuaite França fala na sessão da Câmara


O vereador Azuaite Martins de França defende a criação de um Comitê Municipal de Combate à Fome, envolvendo a Prefeitura e a sociedade, nos moldes do comitê emergencial formado para o enfrentamento da pandemia de covid-19.

Em pronunciamento na sessão da Câmara Municipal nesta terça-feira (21), Azuaite mencionou o avanço da fome no município e no país e propôs que um comitê de combate “seja criado enquanto haja tempo”. A ideia, segundo ele, é estabelecer parceria das instituições públicas, da iniciativa privada e da sociedade. “Não basta apenas falar e ouvir, é preciso fazer”.

Conforme levantamento  realizado pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), atualmente, cerca de 33,1 milhões de pessoas no Brasil não têm o que comer diariamente. Em pouco mais de um ano, 14 milhões de brasileiros entraram para o mapa da fome. Além disso, mais da metade (58,7%) da população convive com a insegurança alimentar. O cenário é equivalente ao patamar da década de 1990.

Azuaite informou que uma reunião será agendada com secretários municipais para estudar uma proposta – prevista em projeto de lei de sua iniciativa protocolado na Câmara Municipal – para implantação de hortas comunitárias que pretende levar alimentos para os bairros da cidade e manter terrenos limpos.

O projeto  prevê a utilização de terrenos públicos e privados que não são utilizados atualmente e um trabalho coordenado pelas secretarias de Trabalho, Emprego e Renda e da Cidadania e Assistência Social.