Washington Luís ganhará faixa adicional entre São Carlos e Cordeirópolis

WL sempre é palco de acidentes

A maior concessão rodoviária do estado de São Paulo, lançada na última sexta-feira (15/02), atenderá uma antiga reivindicação da região de São Carlos: a duplicação da SP 310 entre o município e Cordeirópolis, numa extensão total de 30 quilômetros. A obra faz parte do novo lote de concessão rodoviária, ligando a região de Campinas, desde Piracicaba até Panorama – no extremo Oeste do Estado, divisa com o Mato Grosso do Sul, conduzida pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo – Artesp.

O novo lote de concessão de rodovias, denominado “Piracicaba-Panorama”, prevê investimentos em torno de R$ 9 bilhões num período de 30 anos, e é composto pela malha de 218 quilômetros atualmente operada pela concessionária Centrovias, do Grupo Arteris, cujo contrato vence este ano, além de 983 quilômetros operados pelo DER-SP que passarão a receber todas as modernizações do Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo.

Benefícios para a região

Com a transferência do contrato da Centrovias para a futura operadora, há previsão de redução dos valores de pedágio em até 20%, além de desconto adicional de 5% para usuários do sistema eletrônico de pagamento.

A futura concessionária também equipará as rodovias com Wi-fi dedicado (rede de dados sem fio) ao longo de toda a malha a fim de levar ao usuário informações sobre o sistema, atualizando-o, por exemplo, sobre a situação do trânsito, além de possibilitar o acionamento de socorro médico e mecânico. As rodovias também serão totalmente monitoradas por câmeras inteligentes e haverá pesagem em movimento para a fiscalização de veículos. O projeto prevê, também, que a cada quatro anos sejam realizadas revisões que possam adequar novos investimentos nas pistas. Assim, poderão ser antecipados ou feitos novos investimentos, como duplicações e faixas adicionais de acordo com a avaliação de novas demandas.

Reforçando o foco do Governo do Estado de São Paulo na segurança viária, as rodovias também serão as primeiras do país a contar com a metodologia iRAP (Programa Internacional de Avaliação de Rodovias), que tem como objetivo permitir que vias sejam projetadas para limitar a probabilidade de acidentes, assim como minimizar a gravidade das ocorrências. A metodologia já foi aplicada com sucesso em mais de 80 países, em mais de 1 milhão de quilômetros de estradas.

Na área ambiental, a malha passará a integrar o programa “Carbono Zero” – isto é, a concessão prevê em contrato que a seja feita a compensação pelas emissões de gás carbônico decorrentes da operação das rodovias. A medida poderá ser viabilizada com a utilização de veículos e equipamentos nos seus serviços de operação movidos à energia limpa; praças de pedágios e iluminação abastecidas com energia solar, entre várias outras práticas. Esta obrigação será fiscalizada por certificação.

Concessão Piracicaba-Panorama

Em todo o Estado serão beneficiados trechos das rodovias SP-304, SP-308, SP-191, SP-197, SP-310, SP-225, SP-261, SP-293, SP-331, SP-294, SP-284 e SP-425. O projeto prevê a ampliação e modernização da infraestrutura de 1.201 quilômetros de rodovias, sendo 417 quilômetros de duplicação, além de outras intervenções, como faixas adicionais, vias marginais e contornos urbanos, que melhoram a fluidez, o escoamento da produção regional e a segurança viária. Também serão implantados acostamentos, novos acessos e retornos, recuperação de pavimento, passarelas e ciclovias.

O processo foi iniciado na última segunda-feira (18/02) com a abertura, para consulta pública, das minutas prévias do edital, etapa em que os interessados na concorrência, representantes da sociedade civil e a população podem enviar contribuições para o projeto, além de questionamentos pelo período de 30 dias.

Calendário das Audiências Públicas

11/03 – São Paulo, 10 h, Auditório do DER (Av.do Estado, nº 777, 5º andar, São Paulo)

11/03 – Bauru, 15 h, auditório do DER Bauru (Av. Cruzeiro do Sul, 13.015, Vila Cardia, Bauru)

12/03 – Rio Claro, 10h30, Auditório do Núcleo Administrativo Municipal (R. Dr. Eloy Chaves, n° 3.265, Alto Santana, Rio Claro)

12/03 – Osvaldo Cruz, 10h30, Auditório do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Av. Brasil, 931, Centro, Osvaldo Cruz)

13/03 – Rancharia, 10 h, Auditório da Secretaria de Cultura e Turismo (R. Cel. Galdino de Almeida, s/n, V. Martins, Rancharia)

As informações sobre o projeto de concessão, bem como o regulamento e forma

de participação na Consulta e nas Audiências Públicas estão disponíveis no

site da ARTESP (http://www.artesp.sp.gov.br).