São Carlos não aguenta mais enchentes e políticos falastrões

Destruição em São Carlos

138 mm em pouco mais de uma hora. É muito? É muitíssimo e é uma tragédia também. Mas não dá para ver os comerciantes, as pessoas que trabalham no comércio e o são-carlense comum quase morrer afogado ou perder tudo aquilo que construiu depois de uma tempestade deste tamanho. Todo o verão é a mesma coisa. Esse ano teve no começo e agora no fim.

De quem é a culpa? Bom, se formos enveredar por essa seara teríamos que falar dos prefeitos que ocuparam sem nenhum estudo uma área que não deveria ser ocupada. Isso mesmo, assim nasceu a Baixada do Mercado, ali rios se encontram e há o extravasamento. Foram feitas obras por prefeitos que passaram pela administração, porém são insuficientes e acredito que o governo Airton Garcia, agora reeleito, deveria tomar um pouco de tenência e eleger o combate a enchente como prioridade número 1 de sua nova administração.

De que adianta querer demonstrar agilidade, maquinário e gente na rua, limpar e etc, se uma nova chuva pode colocar tudo a perder novamente? Sem contar que essa nova chuva poderia chegar hoje, amanhã ou depois, afinal estamos à mercê da natureza e ela age quando quer. Compete aos governos mitigarem essa situação e já passou da hora deste governo fazer mais.

Entretanto, aqui também é preciso cobrar o Governo Federal, afinal tivemos enchentes no início do ano e estamos esperando respostas e auxílio, assim como o Governo Estadual. Fiquei sabendo que a Defesa Civil Estadual está vindo para a cidade novamente e desta vez pergunto: o que farão aqui de novo? Vistorias e depois não vão liberar nada para a cidade como tem acontecido com frequência? Onde estão os tucanos locais? Só aparecem na época da eleição? O Governo Bolsonaro também está em débito com a cidade, afinal precisamos de recursos para obras urgentes. E, aí?

Airton vai duplicar o pontilhão da Praça Itália e está fazendo um Piscinão, mas necessitamos de mais, nossos comerciantes estão de saco cheio de serem as maiores vítimas e vale lembrar que agora estamos a um mês do Natal, em plena pandemia de COVID-19 e com um centro comercial destruído. O que farão estes guerreiros do comércio, tanto patrões como trabalhadores?

É o momento dos políticos mostrarem vergonha na cara e começarem a arregaçar as mangas e trabalhar por São Carlos, uma das cidades mais importantes do Estado de SP e do Brasil, cidade com conhecimento produzido em suas universidades e que orgulha os paulistas pelas inovações aqui concebidas.

A Prefeitura também precisa pensar se vale a pena em nome do “progresso” flexibilizar o Plano Diretor, aliás, nada vale mais do que se preservar a natureza e a vida, nenhum boom imobiliário pagará isso. Acordem, senhores!

São Carlos sofreu mais uma vez com as enchentes e os políticos não pararam em nenhum momento para pensar que as grandes lojas podem deixar a Baixada do Mercado e ir para outro lugar ou então sumir da cidade se eles não tirarem a bunda da cadeira e tratarem essa questão das enchentes como prioridade.

Hoje, mais uma vez, foi dado o recado da natureza para os políticos de São Carlos sobre o que é preciso fazer para que esse flagelo seja, pelo menos, mitigado.

Chega de político fanfarrão que promete e não cumpre, chega de propostas mirabolantes, usemos o conhecimento de nossos engenheiros nas universidades para buscarmos soluções, afinal outras enchentes como essa deverão ocorrer e até quando as pessoas continuarão perdendo seu trabalho e seu sustento? Até quando terão que começar do zero novamente? Ninguém aguenta mais, chega de político que adora aparecer na imprensa, mas que na prática não funciona. É o momento da população cobrar firmemente solução para esses problemas.

Renato Chimirri

FOTOS: Fabio Maurício